Cântico 40 ao Sagrado Coração de Jesus – São Luís Maria de Montfort

19 de Junho – solenidade do Sagrado Coração de Jesus

CÂNTICO 40 – São Luís Maria de Montfort – TESOUROS INFINITOS DO CORAÇÃO DE JESUS

 

      1. Esta é a maior maravilha,

em meus versos, dou-lhe minha canção:

olha, atende minha voz, escolhido,

e cantemos para o grande Coração.

      1. Alço o voo sobre mim mesmo,

e me associo aos santos do céu,

subo ao trono do Rei da Glória,

mais que o céu e a terra é excelso.

3 – Que vejo? Todo o céu o adora.

Todo o céu contempla extasiado

maravilhas que são inefáveis.

Vem, cristão, extasiar-te ao meu lado!

4 – Diz-me, agora, ó anjo do céu!

O que é esse braseiro inflamado?

É o peito do Filho de Deus,

é o peito do Deus encarnado!

5 – Adoremos, mortal, com os anjos

ao divino e imortal Coração!

Celebremos com cantos triunfais

a esse peito angustiado de amor.

6 – Ó prodígio e mistério de glória,

que este mundo não pode entender!

Quanto amor gostará quem se aproxima,

se o anima e o conforta a fé!

7 – Coração, que ao chegar até o Pai,

por nós, louva ao Criador,

e, exaltando seu amor compassivo,

o celebra com digno louvor.

8 – Maravilha! Humilhado ante o Pai,

o encontrarás no amor, noite e dia

louvando, adorando, implorando,

por nós implora a vida.

9 – Maravilha do todo inefável!

Plenitude da divindade!

Coração adorável e infinito,

no seio da Trindade.

10 – Ó, que chamas de amor ao seu Pai,

as que eleva constantemente em seu amor!

Que amor sempre tão puro e ardente,

mostra ao homem, seu irmão menor!

11 – Coração, forno ardente e divino,

que realizas sublimes portentos.

Em suas chamas ardentes, se inflamam

em incêndio de amor, terra e céu.

12 – Desde que és Coração, Ele nos ama,

sem deixar de amar-nos um instante.

Sim, nos ama assim como a si mesmo,

em excesso infinito e constante.

13 – Coração de almas sublimes,

das almas que Deus escolheu.

És a vitima santa que encerra

os segredos do Deus do perdão.

14 – Coração das almas perfeitas,

prediletas do Pai e Senhor,

as consome em incêndio sublime,

de divino e inefável fervor.

15 – Esta sim, que é a fonte admirável

do Espirito, e todos seus dons.

Este sim que é tesouro sagrado

de Jesus, de suas graças e favores.

16 – És a fonte feliz da vida,

onde todos os santos beberam,

e o incêndio feliz que suas almas

em transportes de amor incendiaram.

17 – Coração onde encontramos as armas

que nos levam com Deus, a triunfar;

onde tudo é fortíssimo encanto,

e se vencem as forças do mal.

18 – É o templo sagrado e perfeito

onde se evita o pecado e o mal,

onde a alma coberta de manchas

logra todas as suas culpas lavar

19 – És cidade de refúgio seguro,

que jamais pode ser expugnada;

és a arca imortal do dilúvio,

que inundada jamais ficará.

20 – Coração lacerado que chega

e desarma as iras de Deus;

és sua chaga, a boca que implora,

clama e triunfa, logrando o perdão.

21 – Coração onde o Pai do céu

nunca fere ao que peca, e lhe dá,

superando sua cólera, amável

seu favor, seu perdão e amizade.

22 – Coração que é a porta sagrada

da câmara santa de Deus,

onde as almas mais puras se embriagam

com o vinho feliz de seu amor.

23 – Coração que embalsama e embriaga

com aromas e suaves odores

ali a alma se arroba e inflama

com a chama e o fogo melhores.

24 – Coração que é uma arca vivente

que contém a lei e o segredo

das almas que creem nas mensagens

que contém a fé em seus mistérios.

25 – Coração onde Cristo-Mestre

modelou, de seu amor, os segredos

os pensou, projetou e pôs em funcionamento, com divino carinho e afeto.

26 – Coração que forjou os oráculos

para logo vir a dá-los.

Coração que forjou os milagres

para logo vir a obrar.

27 – Desta fonte de esplendido lume,

os melhores amigos de Deus

tiraram mistérios profundos,

e os dons melhores de Deus.

28 – És tesouro de amor e inocência,

onde todos os santos se formam,

onde encontram a autêntica vida

e suas grandes empresas se forjam.

29 – Coração que é asilo sagrado,

onde se encontra a paz de verdade.

Coração paraíso terrestre

onde os homens de Deus viverão.

30 – Coração onde encontram repouso

os maiores amigos de Cristo.

Coração no qual se dispõem

sem reservas para sempre a segui-lo.

31 – Coração, o abismo mais fundo,

da mais consumada humildade.

Coração, trono excelso e sublime

do maior e esplendido amor.

32 – Coração, ó milagre do mundo!

Onde tudo o Senhor escondeu,

todo o céu, a terra e o mar,

e o Deus Santo, Um e Trino Senhor.

33 – Coração que eu adoro e celebro,

enquanto canto à Mãe e a louvo,

– admirável é seu grande Coração –

tão estreita é a união dos dois!

34 – A vós só, venero e adoro.

Coração de meu Deus e Senhor,

e, adorando-vos, sirvo e venero,

de minha Rainha, Maria, o Coração.

35 – Coração da Virgem Maria,

meio excelso de amar ao Senhor,

que em seu peito e virtude consumada,

Jesus Cristo a vida assumiu.

36 – Coração, cujo sangue formou

ao de Cristo, inflamado de amor.

Os dois pulsam com um só peito

e amor grande, merecem os dois.

37 – Sem reservas, atira-te, alma,

nos dois Corações sagrados,

um e outro, por sua vez, comprometem

entregar-lhes o nosso, em pagamento.

38 – Sobe, alma, pelo da Mãe,

até o peito eternal do Senhor,

e perfeita te farás em seguida,

ao amá-lo, mais e melhor.

DEUS SÓ.

São Luís Maria de Montfort

**********************

Share This:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.