Chamado de Amor de São José

Casto e Amante Coração de São José: “Eu desejo exortar a todos os apóstolos dos Sagrados Corações, a manterem-se fiel à espiritualidade do Apostolado, e não cair na avareza do Espirito, que consiste em procurar aqui e ali, aquilo que o Apostolado já entregou completo, em graça.”

2 de dezembro de 2020

Chamado de Amor e de Conversão do Casto e Amante Coração de São José

Áudio da Mensagem – Voz de Manoel de Jesus:

 

Querido filho!

Eu, como teu pai no Céu, te confirmo com Meu Casto e Amante Coração, como o arauto enviado para anunciar o grande Reinado dos Três Sagrados Corações Unidos, que iniciará com o grande Pentecostes, que se realizará no mundo.

Filhinho! Novamente ratifico tua fidelidade, tua constancia e tua força, dada por Nossos Sagrados Corações, para ser nossa alma vitima, no corpo, na alma e no sentimento. És uma oferenda vitima, em todos os aspectos de teu ser, no qual Nossos Sagrados Corações se recreiam e descansam.

Eu desejo exortar a todos os apóstolos dos Sagrados Corações, a manterem-se fiel à espiritualidade do Apostolado, e não cair na avareza do Espirito, que consiste em procurar aqui e ali, aquilo que o Apostolado já entregou completo, em graça.

Escutem nossos Últimos Avisos! 

Tudo o que o Céu quer lhes revelar, por meio de revelações privadas, ao serviço da Igreja e do Evangelho, estão sendo dadas nos Últimos Chamados de Amor e de Conversão.

Se viverem os Chamados, então caminharão fiéis na verdadeira devoção aos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria.

Centrem-se no Espirito de Nosso Apostolado.

Convido-os a ler e a meditar no Livro dos Gálatas, capítulo 4.

Com Meu Casto e Amante Coração os abençoo: Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

**************************

Livro dos Gálatas, capítulo 4 mencionado no Chamado de Amor acima – Bíblia de Jerusalém

4 Filiação divina1Ora, eu digo: enquanto o herdeiro é menor, embora dono de tudo, em nada difere de um escravo. 

2Ele fica debaixo de tutores e curadores até a data estabelecida pelo pai.

3Assim  também nós, quando éramos menores,  estávamos reduzidos à condição de escravos, debaixo dos elementos do mundo. 

4Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de uma mulher, nascido sob a Lei, 5para remir os que estavam sob a Lei, a fim de que recebêssemos a adoção filial. 

6E porque sois filhos, enviou Deus aos nossos corações o Espírito do seu Filho, que clama: Abba, Pai! 

7De modo que já não és escravo, mas filho. E se és filho, és também herdeiro, graças a Deus. 

8Outrora, é verdade, não conhecendo a Deus, servistes a deuses, que na realidade não o são. 

9Mas agora, conhecendo a Deus, ou melhor, sendo conhecidos por Deus, como é possível voltardes novamente a estes fracos e miseráveis elementos aos quais vos quereis escravizar outra vez? 

10Observais cuidadosamente dias, meses, estações, anos! 

11Receio ter-me afadigado em vão por vós.

Recordações pessoais — 12Eu vos suplico, irmãos, que vos torneis como eu, pois eu também me tornei como vós. Em nada me ofendestes.

13Bem o sabeis, foi por causa de uma doença que eu vos evangelizei pela primeira vez. 

14E vós não mostrastes desprezo nem desgosto, em face da vossa provação na minha carne; pelo contrário, me recebestes como um anjo de Deus, como Cristo Jesus. 

15Onde estão agora as vossas felicitações? Pois eu vos testemunho que, se vos fosse possível, teríeis arrancado os olhos para dá-los a mim.

16Então, dizendo-vos a verdade, eu me tornei vosso inimigo? 

17Não é para o bem que eles vos cortejam. O que querem é separar-vos de mim para que vós os cortejeis a eles. 

18É bom ser cortejado para o bem sempre, e não só quando estou presente entre vós, 19meus filhos, por quem eu sofro de novo as dores do parto, até que Cristo seja formado em vós. 

20Quisera estar no meio de vós agora e mudar o tom da voz, pois não sei que atitude tomar a vosso respeito. 

As duas alianças: Agar e Sara 21Dizei-me, vós que quereis estar debaixo da Lei, não ouvis vós a Lei? 

22Pois está escrito que Abraão teve dois filhos, um da serva e outro da livre. 

23Mas o da serva nasceu segundo a carne; o da livre, em virtude da promessa. 

24Isto foi dito em alegoria. Elas, com efeito, são as duas alianças; uma, a do monte Sinai, gerando para a escravidão: é Agar 25(porque o Sinai está na Arábia), e ela corresponde à Jerusalém de agora, que de fato é escrava com seus filhos. 

26Mas a Jerusalém do alto é livre e esta é a nossa mãe, 27segundo está escrito: 

Alegra-te, estéril, que não davas à luz, Põe-te a gritar de alegria, tu que não conheceste as dores do parto, porque mais numerosos são os filhos da abandonada do que os daquela que tem marido. 

28Ora, vós, irmãos, como Isaac, sois filhos da promessa. 

29Mas como então o nascido segundo a carne perseguia o nascido segundo o espírito, assim também agora.

30Mas que diz a Escritura? Expulsa a serva e o filho dela, pois o filho da serva não herdará com o filho da livre.

31Portanto, irmãos, não somos filhos de uma serva, mas da livre.

****************

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: