Reflexões de Manuel de Jesús

Testemunho de Manuel de Jesus no Santuário de Fátima, Portugal, em 2018.

Belíssimo testemunho de Manuel de Jesus, instrumento fundador do Apostolado dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e Maria.

Download do texto – Português – PDF

Download do texto – Inglês – PDF

 

Ave Maria Puríssima, sem pecado Concebida

Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois  vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, e nossa Mãe, Corredentora das almas, rogai por nós pecadores, e derramai as graças eficazes da vossa Chama de Amor, de vosso Doloroso e Imaculado Coração sobre toda a humanidade, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Ave Maria Puríssima, sem pecado Concebida

Coração Doloroso e Imaculado de Maria, rogai por nós, que nos refugiamos em Vós.

Boas vindas a todos. Há muito tempo fiz um pacto com a Virgem. Santa Teresa de Calcutá costumava dizer: “Por cada foto que é tirada de mim, liberto uma alma do purgatório”. Portanto, para cada vez que devo falar em público, que o Senhor liberte para cada um de vocês 150 almas do purgatório. Não gosto de falar publicamente, porque não gosto, mas devo fazê-lo.

E, também, estou feliz com os padres que estão aqui presentes. Como vocês bem sabem, os padres serão a ponte do triunfo da Virgem. Eu sei por quê. Mas ainda não tenho permissão para dizer por quê. Mas devemos orar pelos padres. Maria triunfará por causa dos padres.

Bem, eu sou Manuel de Jesus e tenho 23 anos. E eu não vim pretendendo dar uma conferência ou ensinamentos, porque isso é apenas um testemunho. Nada mais. Um testemunho.

Se a Mãe e Jesus não tivessem me encarregado dessa missão, desse Apostolado, agora, agora, o que eu estaria fazendo no mundo. Tudo é pura misericórdia e graça. Eu sou apenas preguiçoso, todos nós somos preguiçosos. Não somos nada.

A Virgem e o Senhor são tudo e nós estamos no Senhor. Jesus dizia a Santa Catarina de Sena: “EU SOU O QUE SOU”, tu és quem não és. Você só existe se estiver em mim. Portanto, todos nós somos, se estamos em Jesus. Sem Jesus não somos nada.

Bem, a minha vida, com estes encontros com Nossa Senhora, desde pequeno, desde que uso a razão, desde que me lembro. Mas as coisas eram muito simples, infantis para dizer em poucas palavras, Porque por exemplo, quando a Mãe chegava, ela dizia para mim: “Filho, hoje você não vai assistir nenhum desenho animado”. “Filho, você não vai assistir TV essa semana toda, e vai ir à missa”.

Foi esse tipo de coisa que aconteceu, bem simples. Mas que na minha infância me marcou, me colocou em ordem, me fez ficar mais forte, educando minha vida para que eu não me acostumasse a ficar confortável.

Mas as graças fortes começam quando a Mãe começa a aparecer depois da minha primeira comunhão, e a Mãe já me chama de Manoelzinho, e diz: “Rezemos, jejuemos para“ x ”situação e eu não sabia. Uma criança não está atenta às notícias dos acontecimentos e muito menos das aparições marianas. E foi então que a Mãe começou a me falar de Fátima.

A primeira visão que a Virgem me deu foi a Virgem de Fátima. E ela me falou de toda a história de Fátima, dos três pastorzinhos, do jejum, da oração, da importância da penitência. Faz dois ou três anos que a Madre me fala sobre Fátima, Fátima, Fátima. E, nesses anos, ela me falou sobre a importância da Eucaristia.

E algo que sempre gosto de dizer, é que a Mãe diz que no Céu a nossa vestimenta vai ser de todas as Eucaristias. Se um dia, podendo receber a comunhão, não a recebermos, em nossas vestes haverá ser um buraco remendado para aquela comunhão que não recebemos. Porque é verdade que se trata apenas de um sacrifício, mas uma comunhão não substitui a outra. Uma comunhão é única. E a graça que recebemos da Santa Missa é infinita. Portanto, um não substitui o outro, mesmo que seja um único sacrifício.

A mensagem da Mãe começa a falar-me da Eucaristia, e a Mãe dizem: “Ir à Eucaristia é ir ao Calvário”. Quando começou este famoso filme do Mel Gibson, “A Paixão de Cristo”, eu estava vendo com a minha mãe. Eu disse para ela: “Mãe, isto não é nada comparado com o que Nosso Senhor sofreu”. Eu sei que muitas pessoas choraram, e o filme foi extraordinariamente forte, mas não é nada comparado ao que Nosso Senhor sofreu.

Um dia a Mãe me disse: “Manoelzinho, quando te perguntam o quanto eu os amo (porque muitos me perguntam se a Virgem os ama), e não sei se dizem porque duvidam. Eles perguntam: “A Virgem me ama?” A Mãe confirmou.

Há coisas que prefiro confirmar primeiro, antes de dizê-las. Mas a Mãe já havia me dito o quanto ela nos ama, e quando o Senhor ia ser crucificado ela dizia: “Se Jesus não fosse sacrificado, nenhum dos meus filhos vai ser salvo. Nenhum dos meus filhos seria salvo. E ele é meu Filho, mas por essa razão eu digo: “Pai, crucifica-o”.

Quanto a Virgem te ama? Bem, aí está, o amor da Virgem. Ela disse: “Pai, crucifica-O. Ele é meu filho”. Quem de vocês diria ao Pai, “crucifica meu filho”? Essa é a resposta. Sim, ela te ama; muito, muito mesmo.

Nossa Senhora me dizia: “Manoelzinho, sacrificar-se em jejum é rezar com o corpo”. Eu me pergunto: por que é importante jejuar? A Mãe me disse: “Jejuar é rezar com o corpo”.

E todo esse tempo que ela falou comigo sobre Fátima, até 2011, e depois Ela apareceu vestida de branco com três rosas. Eu não sabia nada sobre Rosa Mística; absolutamente nada.

E Ela me disse: “Manoelzinho, vamos falar agora da minha mensagem, como Rosa Mística. Onde eu fui ao redor do mundo, eu dei apenas uma mensagem: Oração, sacrifício, penitência. ”

É a mesma mensagem. E eu perguntei à Mãe, quando eu era pequeno, porque eu estava constantemente fazendo perguntas, não agora, mas eu perguntava a Ela: “Mas Mãe, por que sempre ao redor do mundo a mesma mensagem?” E a Mãe respondeu: “Porque eles não me ouvem. E enquanto eles não me ouvirem, não vou deixar de repetir a mesma mensagem ”. Assim, a Mãe continuará a nos falar a mesma mensagem: oração, sacrifício e penitência.

E Nossa Senhora veio preparando-me, dizendo-me: “Manoelzinho, tu não és nada sem Jesus”. Certa vez, em 2012, perguntei ao Senhor antes que eles pedissem que eu fizesse a Obra: “Senhor, por que eu? Por que eu se sou pobre, ignorante, uma criança? ” E Jesus respondeu: “Por isso mesmo, porque tu és pobre, ignorante e uma criança, e não podem dizer que a Obra que vou fazer é por causa do teu esforço humano. Só quero usar tua voz para chamar a minha. Nada mais. Você não fará mais nada.

Bem, o tempo passou com essas conversas particulares especiais com Jesus. Mas então no dia 15 de julho de 2013, eu estava em meu quarto, não orando, mas colocando meu dever de casa em ordem, quando pela primeira vez em todas aquelas experiências, eu senti pelo da primeira vez, o que agora eu entendo, depois de ter ido a Garabandal, e dos telefonemas que as meninas tinham, senti uma emoção tão forte, uma ansiedade tão grande, mas santa, saber que alguém estava lá, que alguém vinha me ver.

E de repente uma luz, e no centro da luz estava Nossa Senhora. Mas como eu nunca a tinha visto antes, com um manto dourado da cabeça aos pés, seu coração; não um desenho de seu coração, mas seu coração físico, perfurado por uma espada, e com aquelas três rosas que Ela havia me apresentado antes, cercando seu coração, e vestida toda de branco.

E a Mãe disse: “Eu sou o Coração Doloroso e Imaculado de Maria. Eu sou a Santa Maria de Todas as Graças, e de agora em diante e com meu Filho, vamos falar ao mundo através de você. Estas são minhas últimas aparições sobre a terra, porque meu Filho está chegando. E eu vim para reunir meu exército. E a Mãe cumpriu tudo.

Claro, ela é a Mãe, e ela sempre se realizará: Aqui, hoje, todos vocês estão aqui, os padres, os religiosos, até eu estou aqui porque eu quis estar aqui. Hoje a Virgem reuniu seu exército, e nenhum exército está reunido para almoçar, para comer; ele se reúne para se preparar. E nossa guerra não é com armas, é espiritual.

Portanto, a Mãe queria o silêncio, o silêncio reparador, não o silêncio porque não quero falar, não o silêncio porque não quero saudar ninguém, mas o silêncio reparador. E acreditem que se todo este tempo estivermos em silêncio e meditarmos os Chamados que Nossa Senhora nos dará durante estes dias, e os lermos de novo, e relermos, vamos preparar bem os nossos corações.

Porque a Mãe me disse que vai dar muitas graças a todos os que forem a Fátima. Mas não físicas. Se alguém é curado fisicamente, dê glória a Deus. Mas a Mãe não deseja a cura do corpo tanto quanto a do coração.

A Mãe diz: “Cura o coração, tudo se cura”. Curar seu coração, tudo ao seu redor cura, sua família. Portanto, esteja disposto não tanto a curar o corpo, mas a curar o coração durante estes dias. Cure seu espírito. Confissões estarão disponíveis. Teremos missas sagradas, adoração, e quando Nossa Senhora, São José, Jesus vierem, eles não virão de mãos vazias.

E ela dizia: “Filho, diga a eles que mesmo que eles não me vejam, eu estou sempre com eles”. Quando Nossa Senhora vier, ela não virá de mãos vazias. Todos, todos, todos … vamos receber graças. É como o orvalho; vai cair sobre todos nós.

Acima de tudo, naquele 15 de julho, ela me disse: “Vou estabelecer com você uma obra, mas não é um carisma novo. Este trabalho já existia. E ela não me deu um nome ou o quê. E fiquei sem saber: Que trabalho? O que ela quis dizer? E depois, em agosto de 2013, a Madre me disse: “Você vai estabelecer o Apostolado dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e Maria”.

Os primeiros apóstolos reparadores foram Santa Maria Madalena e São João Evangelista, aos pés da Cruz. Quem eles estavam acompanhando? Nossa Senhora. E contemplando com ela, quem? O traspassado. Vamos lembrar que Jesus foi traspassado. E Jesus disse-me que “a ponta da lança trespassou-me o coração, da qual jorrou água e sangue”. E depois acrescentou: “e o primeiro apóstolo dos nossos corações também vem para dar o seu chamado ao mundo”.

E eu me perguntei, quem é o primeiro apóstolo? Será São Pedro ou, talvez, São Paulo? E quando eu vi, era São José. O primeiro apóstolo de Jesus e Maria é São José.

O que é que nossa Mãe quer? Ela me disse: “Meu triunfo é breve, e quero que todos participem desse triunfo”. Não esperem que isso aconteça, porque a Mãe disse aqui em Fátima “no final o meu Coração triunfará”, e isso é verdade.

Mas todos nós temos visto isso como uma profecia, algo que está por vir, e Nossa Senhora ontem disse: “viva agora; e ela nos disse, viva meu triunfo agora ”. E de que maneira vive o triunfo da Virgem? Já ouvi isso antes, é fácil: “viver uma vida sacramental, orar, entregar-se, pensar como Maria, falar como Maria, agir como Maria.

Jesus me dizia: “Quando eu chamo as almas ao céu, e as almas ainda não se parecem com minha Mãe, não estão prontas para entrar”. Por quê? Porque Maria é a primeira, a mais perfeita de suas discípulas. Todos os apóstolos deviam ser semelhantes a Maria, e agora nosso Senhor quer que todos nos tornemos cópias de Maria.

A Escritura diz que nada manchado entra no céu. E quem era a única criatura imaculada? Nossa Senhora. Se queremos ir direto para o céu, devemos ser como Nossa Senhora.

E você sabe o que está implícito quando você se parece com a Virgem? Tristeza. E não tristeza de testes ou martírio, não; nossa tristeza diária, nosso trabalho diário, nossas situações normais de vida que não podemos controlar. Deixe-nos oferecê-los.

Ofereça-os como o Padre Pio dizia. “O sofrimento é como o sabão que limpa a alma”. Portanto, ofereça todo o nosso sofrimento diário, o silêncio que devemos ter para limpar nossas almas, para que nossos corações cheguem a um ponto que se assemelhe à Virgem, mas que nosso coração já seja da Virgem e não nosso. Este é o triunfo do coração de Maria.

E por que a Mãe insiste, “viva meu triunfo agora mesmo”? Porque a Mãe deseja a conversão. É a única coisa que ela deseja de nós, a conversão. E por que a única coisa? Porque não vamos fazer mais nada a não ser dizer “sim”. Não podemos fazer mais nada, só podemos dizer sim, seja feito em mim. E o Senhor fará tudo por você. Todos.

No ano passado, quando viemos a Fátima, a Mãe disse-me, antes de vir a Fátima: “Qual foi a minha ideia de vir a Fátima?” Ia vir acompanhado da minha mãe, do meu pai, do Pe. Pablo, mais três ou quatro pessoas, e quando cheguei encontrei 90. Mais tarde, este ano eu disse a mim mesmo, passou a festa do centenário, vai ser mais 60, e tem mais gente que no ano passado. Portanto, basta dizer sim, seja feito, e Nossa Senhora cuida de tudo o mais.

Mais tarde, a Mãe diria: “Com as minhas mensagens o que desejo é que viva a palavra do meu Filho”.

Maria carregou a Palavra de Deus em seu seio. Uma vez, enquanto eu orava, Nossa Senhora apresentou a Bíblia e disse: “Manoelzinho, tudo isso eu fiz o homem. É Jesus Cristo. E Jesus é tríplice na Palavra de Deus, na Eucaristia e no próximo ”.

Nossa Senhora disse: “é importante que vocês coloquem Cristo feito Palavra, a Bíblia aberta em suas casas. Não o coloque fechado em uma estante, como mais um livro; preparar um altar, colocar uma imagem de Cristo, de mim mesmo. Velas e a Bíblia se abrem e se reúnem em família para orar ”. Nossa Senhora o chama de Santuário da Família.

Nossa Mãe diz, “para o mundo ser saudável, a família tem que ser saudável”. De famílias sãs e sagradas nascerão vocações. Se não houver famílias sãs e santas, não teremos vocações. Não apenas vocações para o sacerdócio ou para a vida religiosa, mas também para santos leigos. Mas se nossa família não é consagrada, o que podemos dar a Deus por amor à sociedade?

E Nossa Senhora também disse: “todos nós devemos nos rever no amor de Deus.

Todo pecado atenta primeiramente, contra o primeiro mandamento, “não amar a Deus acima de todas as coisas”. Jesus costumava me dizer: “Manuel, se vocês observassem o primeiro mandamento, apenas o primeiro, evitariam todos os pecados.

Por quê? Porque, por amor a Deus e ao próximo, não se mentiria. Se todos observassem o primeiro mandamento, você evitaria todos os pecados ”. E acrescentou: “o mundo está morrendo porque você não tem amor. Só eu posso dar amor ao mundo, em meu Sagrado Coração ”.

E Jesus também disse: “Vim ao teu encontro de uma forma excelente na Santa Missa, mas quero que me ouças. Há muito barulho e preciso que o mundo Me escute ”.

E Jesus é um homem apaixonado (falando de santidade), mas é um homem apaixonado. Jesus disse: “Estou louco por você. Eu não neguei nada por você. E, também, eu te dei minha mãe quando eu não tinha mais nada. O que ele disse na cruz? “Aqui está tua mãe.” Quando ele não tinha mais nada, Ele deu a sua mãe. Ela a deu para nós.

Ele costumava dizer: “Eu sabia que mesmo depois da minha ressurreição, do meu sacrifício, você iria precisar da minha Mãe”. E precisamos muito dela; nós precisamos Dela.

Jesus diz: “Quero formar um apostolado das almas que reparam, de almas que adoram, de almas que amam. Elas vão ser apóstolos do Meu Coração ”; que é um novo termo para mim. E Jesus explicou: “O que faz um missionário? Vá em uma missão. O que um apóstolo faz? Apostolado.

Portanto, todos nós estamos aqui para ser apóstolos do Coração de Jesus. Todos. E Jesus vai derramar graças sobre cada um de vocês; e Jesus te ama infinitamente. E Jesus quer curar você. Não sei por que, mas Ele está me dizendo agora. Jesus diz: “Eu vim para curar vocês, não os seus corpos, mas os seus corações”.

Nossa Senhora também me disse: “Eu vim para guiá-lo como uma Mãe, como uma Mestra. Em Fátima revelei o grande mistério do meu amor ”. Qual é o mistério do amor de Maria? O coração dela.

Nossa Senhora disse-me: “O coração humano é a sede da pessoa; aí ficam os sentimentos, as dores, a própria pessoa, e por isso venho a revelar-me, a doar-me totalmente. Quero ser conhecido como o Coração Doloroso e Imaculado de Maria.

E este título não foi dado por vocês. ”Quando Ela disse isso, perguntei a nossa Mãe, por quê? E ela respondeu: “Em Fátima apareci como Nossa Senhora do Rosário, e vocês me chamam de Virgem de Fátima” e depois Ela disse: “Quero ser conhecida como o Coração Doloroso e Imaculado de Maria”.

E este título me foi dado pela Santíssima Trindade para estes tempos. E é uma continuação do que pedi em Fátima ”, disse-me ela. O que ela disse em Fátima? “Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração”.

E o que ela quer agora com o apostolado? Não apenas para estabelecê-lo, mas torná-lo realidade. Viemos aqui como pequenos soldados, abrindo caminho. Viemos preparar o terreno. Viemos para abrir espaço, então o triunfo do Coração de Maria avança.

O que o Papa Francisco declarou? A festa de Maria, Mãe da Igreja. E isso a Mãe já havia me contado. Quando ouvi falar e vi, fiquei animado porque vamos abrir o caminho, então o triunfo de Maria virá. E é uma batalha espiritual de oferta, penitência, pequenos atos de resignação; e Nossa Senhora supervisiona tudo.

E Nossa Senhora me disse, também: “Querido filho, reze pelas minhas intenções para que eu cuide, melhor do que você, das suas. [Risos da audiência]

Às vezes as pessoas me pedem orações e eu as apresento todas a Nossa Senhora, todas, todas. Mas quando Nossa Senhora vem, eu os esqueço. [A audiência ri] E tem algumas coisas que nossa Mãe responde, outras que ela me lembra, mas sim, todos os pedidos de oração, todas as orações, eu cuido deles.

Não existe uma oração que Nossa Senhora irá usar. Ela diz: “Eu pego essa oração e ajo de acordo com a oração, eu limpo, purifico”. Ela diz: “Por que tenho que purificar suas orações? Porque toda vez que você ora, você ora preocupado consigo mesmo. ”

Cada vez que nos preparamos para rezar, antes de ir para a Adoração, ou antes de começar o nosso Rosário, já pensamos que devo pedir isto, isto e aquilo … E, Nossa Senhora diz: “Quando fores rezar, procure não orar preocupado; e não se preocupe se você esqueceu algo. Reze pelas minhas intenções, pelas minhas intenções ”.

Claro, Nossa Senhora quer que todos nós sejamos saudáveis; claro, ela deseja a conversão de nossa família; portanto, é melhor que rezemos pelas intenções da Virgem.

Digamos: “Senhora, ofereço-te este rosário, para que as tuas intenções se cumpram na minha família. E é o melhor que podemos fazer, mais do que pedir o que achamos melhor ”.

Ofereçamos a Santa Missa pelas intenções de Nossa Senhora. A Mãe diz: “Dê-me suas intenções, eu cuidarei delas; você cuida do meu ”.

Nosso Senhor cada vez que Ele me pede para ir a Fátima, por exemplo, humanamente temos que fazer algumas coisas, estudar … e Jesus me diz: “Cuida das minhas coisas, que eu cuido das tuas”.

Ele repete para mim indefinidamente. [o auditório ri] Devemos cuidar mais das coisas do Senhor. Algumas coisas são muito simples, Ele não quer que sejamos grandes místicos, mas façamos coisas incrivelmente simples, oração diária, confissão frequente, Adoração Eucarística, mesmo que seja apenas cinco minutos por dia.

Porque vemos nossa família a cada dia, aqueles que têm pais os veem, ou seus filhos, e Jesus, que sabemos, está no Santuário; cinco minutos apenas para ir saudar o Senhor. Cinco minutos para cada Adoração Eucarística serão cinco moedas em nossa conta no céu.

Além disso, Jesus dizia: “No Santuário, estou lhe dizendo: ‘Venha, venha, mas você não me ouve ”.

Sim, é forte ver Jesus chorar. Nas visões que tive dele, ele é alto, cabelos castanhos claros, olhos castanhos claros, um homem bonito, elegante. E quando ele chora, ele chora como uma criança.

Jesus diz: “A humanidade não está ciente do mal que está fazendo a si mesma”. Por quê? Porque somos seres limitados, vemos as coisas normais e materiais, não vemos o impacto espiritual que o pecado tem.

Jesus costumava me dizer: “Hoje, mais do que nunca, muitas almas se perdem, e o que mais me dói é que a maioria dessas almas têm sido minhas amigas”.

Por que o Senhor diz isso? Perguntei ao Senhor e ele respondeu: “A grande maioria dos homens foi batizada. Todos vêm a mim quando há um problema. Mas quem me segue, só por ser Jesus? ”

O Senhor costumava dizer: “Siga-me, simplesmente porque sou Jesus. Não espere mais nada. Já te dei a minha cruz; dei-te a minha Mãe, dei-me a mim em cada Santa Missa. E só desejo de ti uma resposta: seguir-me, amar-me ”.

E Nossa Senhora também me disse [no início das mensagens]: “Venho para ensinar, venho para te ensinar a amar a Deus”.

Que maravilha! Temos o mandamento mais maravilhoso, ‘amar a Deus acima de todas as coisas’, mas o que é amar a Deus? A Mãe costumava dizer: “Ore, para que você possa entender o amor de Deus”. “Preciso que todos vocês tenham um encontro profundo com o amor de Deus”.

E não são apenas os milagres ou as grandes manifestações, mas um encontro interior com Deus. E quanto Deus nos ama, e só testemunhei Suas aparições, que nada são em comparação com o imenso amor de Deus.

Jesus me disse: “Você está me vendo nesta forma, mas“ “O que nenhum olho viu e nenhum ouvido ouviu …; tudo o que Deus preparou para aqueles que o amam”.

Jesus quer com este apostolado que nos aprofundemos no amor do coração de Cristo. É que Jesus se deixou ser pregado, morto. Ele viu meus pecados e seus pecados no Getsêmani.

E, Jesus disse, “Satanás estava me dizendo: Olhe para eles, eles não vão corresponder ao seu sacrifício. Eles vão esquecer. Eles estão indo embora. Eles nunca serão gratos pelo seu sacrifício ”.

E Jesus me disse: “E eu não me rendi porque eles iam agradecer ou me corresponder, eu me entreguei porque te amo”.

 “E quero que todos conheçam o meu amor”, dizia Jesus. “Eu gostaria que todos fossem como John e ouvir as batidas do meu coração”. E Jesus diz que cada batida do seu coração diz o nosso nome e “Eu te amo; Eu te amo; Eu te amo”.

O que Jesus quer com o apostolado é revelar o seu amor. Já disse a Santa Margarida, “este coração tão ferido e maltratado por vós, homens, que tanto vos ama”.

Aproveito também para dizer que nesta Primeira Sexta-feira, nesta Primeira Sexta, devemos pensar mais no amor de Jesus.

Estamos em Fátima, onde Nossa Senhora revelou o seu coração e pediu a Reparação Eucarística. Primeira sexta-feira e primeiro sábado em Fátima. Acho que este é um sinal providencial, pois não precisa de mais explicações.

Nosso Senhor e Nossa Senhora falaram, também, sobre o aborto, a apostasia, a violência, a oração, os sacramentos, a Eucaristia, os sacerdotes. Jesus chama os sacerdotes de “meus discípulos de João.

Jesus disse: “Amo muito os meus padres. E as almas dos sacerdotes são para mim como a esposa e eu o esposo dessa alma”. E o Senhor diz: “reze muito pelos sacerdotes”.

A Reparação Eucarística e o Reinado Eucarístico … todos nós ouvimos falar daquele tempo de paz que virá, e depois da purificação, Jesus disse: “Rogai para que os sacerdotes daquele tempo permaneçam fiéis, porque o triunfo, bem como o Reinado dos Dois Corações, tem como ponte as mãos dos sacerdotes.

Nossa Senhora diz: “E quem vai se levantar com as mãos? Você, com seu Cenáculo, com seu Rosário. Você deve levantar as mãos dos padres ”.

Além disso, Nossa Senhora disse-me: “Com o meu Doloroso e Imaculado Coração, venho para resumir [e ela acrescenta] as minhas revelações autênticas”.

Às vezes, já aconteceu de alguém me perguntar, você leu sobre isso ou aquilo? E não, não me preocupo, porque Nossa Senhora me disse: “Tudo o que eu disse autenticamente, verdadeiramente, direi pela última vez em meus Chamados de Amor e de Conversão.

E é por isso que no começo eu falei sobre o silêncio. Temos o Evangelho. E, pessoal e sinceramente, digo que se toda a humanidade tivesse aprendido a amar, a viver o Evangelho e a guardá-lo, não teríamos necessidade de Fátima, Lourdes, de Guadalupe, mas como não o fizemos, Nossa Senhora encontrou-se na necessidade de se revelar.

E Ela me disse: “Filho, não vim ensinar nada de novo, só para te lembrar o Evangelho de meu Filho”. Quando às vezes leio os chamados e procuro uma frase, encontro-a nas Sagradas Escrituras. Existem mensagens que têm frases exatas do profeta Oséias, Ezequiel, Isaías, do Evangelho, porque Nossa Senhora a única coisa que ela deseja é nos ensinar novamente o Evangelho.

Ela não vem para mudar, sublinhar; não, apenas para nos lembrar e enfatizar que é a Palavra de Deus. E como Ela disse: “Queridos filhos, lembrem-se que a Sagrada Escritura é meu Filho feito Palavra. Leia todos os dias. ”

Nossa Senhora também disse: “Quando um dos meus filhos disser que não pode orar, leia os Salmos, e com os Salmos aprenderá a rezar”.

Nossa Mãe diz: “Quando você for à Adoração e não tiver nada para fazer ou dizer, leia os Salmos diante de meu Filho. Aprenda a orar”. E diz: “Queridos filhos, aprendam a rezar pelo que é importante”. E perguntei a nossa Mãe a que ela se refere e ela respondeu: “Reze, pedindo sua conversão. Ore para que você possa conhecer o amor de Deus ”.

Quantas vezes já oramos e pedimos perdão a Jesus pelos sofrimentos que lhe causamos no Getsêmani? Nossa Mãe diz que quando ela viu as feridas de seu Filho, em cada ferida ela viu cada ser humano. E com isso entendi que em cada ferida de Jesus estava o que eu havia feito com ele, o que meus ancestrais fizeram com ele, e o que o último homem na face da terra fará com ele.

E ela disse: “Ore pelo que é importante. Ore para que você possa conhecer o amor de Deus. Quantas vezes já rezamos, fizemos uma Novena, oferecemos uma missa para conhecer o amor de Deus? E é o mais importante, conhecer o amor de Deus. E é o que Nossa Senhora vem no final revelar no seu coração, o amor de Deus. Nossa Mãe não nos ama com seu amor, ela nos ama com o amor de Deus. E é isso que durante esses dias ela vai falar e nos ensinar, e deseja nos transmitir.

Então, vamos abrir nossos corações, colaborar com Nossa Mãe, cooperar com Nossa Senhora. Como mencionei antes, não precisamos fazer grandes coisas. Com a nossa obediência basta; mas, sim, Nossa Senhora fará tudo. No final, tudo se resume no que diz São Luís de Montfort, “A Consagração a Jesus por Maria”, ser Maria para Jesus, tornar-se outra Maria; que Jesus vê Maria em nós. E eu digo, o maior consolo que podemos dar ao coração de Jesus é que ele vê em nós a Santíssima Virgem. Peçamos, também, essa graça. Façamos santas missas, jejuns, novenas para nos assemelharmos à Santa Virgem. Isso é o que importa.

********************

Áudio, em espanhol, do testemunho acima de Manoel de Jesus, no Santuário de Fátima, Portugal em 2018

***********************

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: