Dias Litúrgicos

11 de Fevereiro: Memória Litúrgica Facultativa de Nossa Senhora de Lourdes

NSra-Lourdes-11.02.2020

 

400px-Bernadette_Soubirous
Santa Bernadete Soubirous

Como muitas outras meninas, Bernadete era pobre. A miséria marcou sua infância, condenou-a a uma vida breve. Levada a morar num alojamento insalubre, passou a sofrer de tuberculose, tendo hemorragias desde os 14 anos. Morreu aos 35 anos, no dia 16 de abril de 1866. 

Foi canonizada pelo Papa Pio XI em 8 de dezembro de 1933, apenas 89 anos após seu nascimento, na presença de seus irmãos.

(Do Preâmbulo do Livro “Bernadete a Santa de Lourdes” do Teólogo René Laurentin – Paulinas – 1995)

 

S-Bernardete-Soubirou-corpo-incorrupto
Corpo incorrupto de Santa Bernadete

História das Aparições de Nossa Senhora em Lourdes

A origem do Santuário de Lourdes tem por base uma pessoa e uns acontecimentos: Bernardette Soubirous e as aparições da Virgem. No século XIX Lourdes era uma pequena vila com 4000 habitantes. Bernardette Soubirous nasceu nesta povoação a 7 de janeiro de 1844.

Em 1858, quando tinha 14 anos, a Virgem apareceu-lhe em 18 ocasiões. Estes acontecimentos deram origem às primeiras peregrinações e à posterior edificação da capela, que, posteriormente, se transformou no atual santuário.

A Gruta das Aparições e a Basílica da Imaculada Conceição fazem parte do santuário original. Com o tempo foram acrescentados um conjunto de igrejas e edifícios que podemos visitar atualmente. A Gruta de Massiabelle é o lugar onde sucederam as aparições. É constituída por três cavidades de diferentes dimensões, sendo a maior a que se converteu no espaço onde se celebra a missa. Na parte superior direita está a imagem da Virgem, dentro de um nicho oval de dois metros de altura. É exatamente nesse lugar que a Imaculada Conceição aparecia. No chão, à esquerda e diante da Gruta, está uma placa que assinala o sítio exato onde Bernardette estava. Ao sair da gruta, as pessoas têm por costume tocar a rocha e benzer-se.

A Basílica da Inmaculada Conceição situa-se no alto da rocha da Gruta. Foi denominada “Basílica Menor” pelo papa Pio IX a 13 de março de 1874.

A Basílica de Nossa Senhora do Rosário foi construída anos mais tarde e pode acolher aproximadamente 1500 pessoas. Foi declarada monumento artístico.

A Basílica de São Pio X está debaixo de terra e as suas paredes são de betão. Foi edificada para celebrar o centenário das Aparições e, também, para dar resposta à petição dos diretores das peregrinações. É a maior igreja francesa e tem capacidade para acolher 25.000 pessoas.  A Igreja de Santa Bernardette, edifício contemporâneo em linha com as tendências atuais, foi construída no lugar onde Bernadette teve a última aparição. Nesse dia, a jovem teve de ir até à outra margem do rio para encontrar a Senhora.

A Planície, avenida solene que conduz ao santuário, adquire todo o seu esplendor ao entardecer, quando milhares de peregrinos fazem a procissão Mariana das Tochas, com velas acesas.

As Aparições

Em 1858, quando Bernadette tinha 14 anos, a Virgem apareceu-lhe em 18 ocasiões. A primeira teve lugar a 11 de fevereiro quando Bernadette e outras meninas tinham ido apanhar lenha. De repente, na gruta onde se encontrava, viu uma luz com a forma de uma jovem. Bernardette e a Aparição não falaram mas fizeram o sinal da cruz. A segunda sucedeu a 14 de fevereiro,a Senhora sorriu mas não falou. Na terceira, a 18 de fevereiro, Bernardette perguntou-lhe o seu nome. A aparição não lhe respondeu porém, propôs-lhe um encontro diário durante quinze dias.

De 19 a 23 de fevereiro sucederam-se a quarta, quinta, sexta e sétima aparição. Bernardette e a Senhora falaram mas as conversas são confidenciais. Entretanto, as autoridades acusaram a jovem de perturbar a ordem pública e ameaçaram-na com a prisão.

Entre o dia 24 de fevereiro e 1 de março sucederam-se as aparições oitava a décima segunda. Foi então que Bernardette, guiada pela Senhora, descobriu na gruta a fonte onde podia beber e lavar-se. De início, a água era lamacenta mas, depois, começou a sair clara e limpa.

De 2 a 4 de março ocorrem três sucessos: a Senhora disse a Bernardette que se dirigisse aos sacerdotes e lhe dissesse para construírem uma capela,par as pessoas visitarem em procissão. A 25 de março teve lugar a décima sexta aparição, onde a Senhora revelou que o seu nome: Imaculada Conceição. A 7 de abril deu-se a décima sétima aparição onde Bernardette recebeu a Virgem com uma vela, a luz da Páscoa.
A 16 de julho sucedeu a última aparição, a despedida. Bernardette já sabia que era a última vez que veria a Imaculada Conceição.

(Fonte: Rutamariana)

 

Aparições de Nossa Senhora em Lourdes

Ano de 1858

Primeira: 11 de fevereiro – Bernadette vê uma Senhora de branco na gruta de Massabielee, onde elas rezam o rosário juntas.  

Segunda: 14 de fevereiro – Bernadette voltou à gruta para rezar com a Senhora e jogou-lhe água benta, com medo de ser algo mal. A Senhora sorriu. 

Terceira: 18 de fevereiro – A Senhora diz: “Não prometo fazer-lhe feliz neste mundo, mas no outro”. 

Quarta: 19 de fevereiro – Bernadette retornou a pedido da Senhora à gruta. Levou uma vela acesa, tradição seguida pelos peregrinos até hoje. 

Quinta: 20 de fevereiro – A Senhora ensina uma oração a Bernadette. A menina saiu dali triste. 

Sexta: 21 de fevereiro – A Senhora aparece bem cedo pela manhã. O boato das aparições se espalha na cidade. O delegado interroga Bernadette. 

Os pedidos de Nossa Senhora a Bernadette começaram a fazer com que mais pessoas ficassem sabendo das aparições – e muitas achavam que a menina estava louca!

Na décima segunda aparição, ocorre o primeiro milagre pela intercessão de Nossa Senhora de Lourdes.
A partir daí, mais testemunhas começam a ter fé no que estava acontecendo! Mas a Mãe de Deus ainda apareceria mais vezes.

Sétima: 23 de fevereiro – A Senhora revela um segredo dirigido apenas para Bernadette.

Oitava: 24 de fevereiro – A Senhora diz: “Penitência, penitência, penitência! Orem a Deus pelos pecadores”. 

Nona: 25 de fevereiro – A Senhora pede a Bernadette para beber da água barrenta da fonte e comer ervas amargas do regato pelos pecadores. Testemunhas desconfiam que a criança estava louca.

Décima: 27 de fevereiro – Muitas centenas de pessoas acompanhavam Bernadette. A menina repetiu seus atos penitenciais de costume. A Senhora manteve-se calada. 

Décima primeira: 28 de fevereiro – Uma multidão de testemunhas assiste ao êxtase de Bernadette. 

Décima segunda: 1º de março – Uma multidão e um padre acompanham Bernadette à gruta e, neste dia, acontece o primeiro milagre: Catherine Latapie, uma mulher de 38 anos do vilarejo de Loubajac, recupera o movimento de um braço após 18 anos de paralisia. 

A Igreja reconheceu oficialmente 67 milagres ocorridos na gruta de Lourdes. Mas há uma quantidade muito maior de curas e graças extraordinárias constatadas por médicos, fiéis e peregrinos, num número que se eleva aos milhares!

O pedido de Nossa Senhora dessa vez era para que construíssem uma capela no local onde as aparições estavam acontecendo. Hoje, é este o lugar onde está o Santuário de Lourdes!

A confirmação do dogma acontece na décima sexta aparição: “Eu sou a Imaculada Conceição“… e a Virgem Maria, em sua última aparição, estava mais bela do que nunca! 

Décima terceira: 2 de março –  A Senhora diz: “Diga aos padres que as pessoas devem vir em procissão e construir uma capela aqui”.  

Décima quarta: 3 de março – Bernadette pergunta o nome da Senhora. A resposta é um sorriso. O pároco impunha, como condição para a construção da capela, que a Senhora revelasse seu nome. 

Décima quinta: 4 de março – Uma multidão de milhares de pessoas estava presente. A Senhora apareceu e não falou nada. 

Décima sexta: 25 de março – A Senhora responde a pergunta de Bernadette. “Eu sou a Imaculada Conceição”

Décima sétima: 7 de abril – Milagre da vela. Bernadette, à vista de milhares de testemunhas, incluindo um médico, segurou uma vela que queimava sua mão durante todo o tempo. Não houve ferimento. 

Décima oitava: 16 de julho – Visão derradeira da Virgem Maria, “mais bela do que nunca”. 

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!

(Fonte: Minha Biblioteca Católica)

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: