Chamado de Amor de São José

04.05.2022 – Casto e Amante Coração de São José: “A Aliança do Sagrado Coração Eucarístico de Jesus com o Doloroso e Imaculado Coração de Maria, profetizada pelo Pai Terno e Misericordioso no Jardim do Éden é a saúde do mundo. Esta Aliança é o remédio para a rebelião dos corações dos homens.”

San-Jose

4 de maio de 2022 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DO CASTO E AMANTE CORAÇÃO DE SÃO JOSÉ

A Aliança do Sagrado Coração Eucarístico de Jesus com o Doloroso e Imaculado Coração de Maria, profetizada pelo Pai Terno e Misericordioso no Jardim do Éden, quando anunciou que a Mulher e sua descendência esmagariam a cabeça de Satanás, é a saúde do mundo. Esta Aliança é o remédio para a rebelião dos corações dos homens.

Só a obediência destes dois Corações é a grande reparação da soberba. Esta grande Aliança foi aberta para todas as almas.

Meu Casto e Amante Coração foi o primeiro a aderir a esta grande aliança. Seguindo meu exemplo, queridos filhos, por meio do Coração da Mãe, entreguem-se completamente ao Coração do Filho Redentor.

Chamem continuamente o Divino Espírito para que lhes mostre este grande caminho de santidade.

Leiam e meditem no Capítulo 2 do Livro do Êxodo.

Com meu Casto e Amante Coração lhes abençoo.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Capítulo 2 do Livro do Êxodo – Bíblia de Jerusalém

2. JUVENTUDE E VOCAÇÃO DE MOISÉS

O nascimento de Moisés

— 1 Certo homem da casa de Levi foi tomar por esposa uma descendente de Levi, 2 a qual concebeu e deu à luz um filho. Vendo que era bonito, escondeu-o por três meses. 3 E como não pudesse mais escondê-lo, tomou um cesto de papiro, calafetou-o com betume e pez, colocou dentro a criança e a expôs nos juncos, à beira do Rio. 4 De longe, uma irmã do menino observava o que lhe iria acontecer. 5 Eis que a filha de Faraó desceu para se lavar no Rio, enquanto as suas criadas andavam à beira do Rio. Ela viu o cesto entre os juncos e mandou uma de suas servas apanhá-lo. 6 Abrindo-o, viu a criança: era um menino que chorava. Compadecida, disse: “É uma criança dos hebreus!” 7 Então a sua irmã disse à filha de Faraó: “Queres que eu vá e te chame uma mulher dos hebreus que possa criar esta criança?” 8 A filha de Faraó respondeu: “Vai.” Partiu, pois, a moça e chamou a mãe da criança. 9 A filha de Faraó lhe disse: “Leva esta criança e cria-ma e eu te darei a tua paga.” A mulher recebeu a criança e a criou. 10 Quando o menino cresceu, ela o entregou à filha de Faraó, a qual o adotou e lhe pôs o nome de Moisés, dizendo: “Eu o tirei das águas.”

A fuga de Moisés para Madiã 

— 11 Naqueles dias, Moisés, já crescido, saiu para ver os seus irmãos, e viu as tarefas que pesavam sobre eles; viu também um egípcio que feria um dos seus irmãos hebreus. 12 E como olhasse para uma e outra parte e visse que ninguém estava ali, matou o egípcio e o escondeu na areia. 13 No dia seguinte, voltou no momento em que dois hebreus estavam brigando, e disse ao agressor: “Por que feres o teu próximo?” 14 E ele respondeu: “Quem te constituiu nosso chefe e nosso juiz? Acaso queres matar-me como mataste ontem o egípcio?” Moisés teve medo e disse: “O fato já é conhecido!” 15 Faraó, tendo notícia do caso procurava matar Moisés. Mas este, fugindo da sua vista, retirou-se para a terra de Madiã e assentou-se junto a um poço. 16 Ora, um sacerdote de Madiã tinha sete filhas. Elas, tendo vindo tirar água, depois de terem

enchido os bebedouros queriam dar de beber ao rebanho de seu pai. 17 Sobrevieram uns pastores e as expulsaram dali. Então Moisés se levantou e defendendo as moças, deu de beber ao rebanho. 18 Elas voltaram para Ragüel, seu pai, e este lhes disse: “Por que voltastes mais cedo hoje?” 19 Responderam: “Um egípcio nos livrou da mão dos pastores e, além disso, tirou água conosco e deu de beber ao rebanho.” — 20 “Onde está ele?”, perguntou o pai. “Por que deixastes ir esse homem? Chamai-o para comer.” 21 Moisés decidiu ficar com ele, que deu a Moisés sua filha Séfora. 22 E ela deu à luz um filho, a quem ele chamou de Gersam, pois disse: “Sou um imigrante em terra estrangeira.”

VOCAÇÃO DE MOISÉS

Deus lembra-se de Israel

 — 23 Muito tempo depois morreu o rei do Egito, e os filhos de Israel, gemendo sob o peso da servidão, clamaram; e do fundo da servidão o seu clamor subiu até Deus. 24 E Deus ouviu os seus gemidos; Deus lembrou-se da sua Aliança com Abraão, Isaac e Jacó. 25 Deus viu os filhos de Israel, e Deus conheceu…

Corazon-escapulário

Meditação sobre o Chamado de Amor e Conversão do Casto e Amante Coração de São José

*******************

04 de maio de 2022

Meditando os Chamados de Amor e Conversão

Reflexão do Diretor Espiritual Mundial do Apostolado:

Padre Teófilo Rodríguez

 

Paz e Alegria nos Sagrados Corações Unidos de Jesus e Maria.

Queridos irmãos e irmãs:

Somos convidados, à luz do Espírito Santo, a meditar e atualizar, no Apostolado, cap. 2 do livro de Êxodo. O que podemos resumir e aplicar?

Primeiro:

Deus dirige os fios da história humana, apesar da maldade e desobediência do homem. E para que seus planos sejam cumpridos, se vale de personagens, com suas misérias humanas, para realizar suas obras. Assim, escolhe Moisés (salvo das águas), assim como em tempos passados salvou a família de Noé do grande dilúvio (ver Gn. 6, 14-9. 18). Nestes Últimos Tempos, a saúde do mundo foi depositada pelo Pai Terno e Misericordioso nos Sagrados Corações Unidos de Jesus e Maria.

Segundo:

Deus é um Deus de pactos, de Aliança, fruto do Amor que tem por suas criaturas. É por isso que, em toda a Sagrada Escritura se renovam as alianças, iniciada com Abraão, depois com Isaque e Jacó.

Nesta última etapa da história, a grande Aliança dos dois Corações foi aberta para todas as almas. Só falta a nossa obediência e viver os Chamados de Amor e de Conversão.

Terceiro:

Para que possamos aprofundar este caminho de santidade, como o iniciou Moisés, necessitamos da assistência contínua do Espírito Santo.

Quarto:

“Deus ouviu seus gemidos e lembrou-se da aliança com Abraão, Isaque e Jacó, Deus olhou para os israelitas e reconheceu…” (v. 24-25). É um belo resumo teológico da providência divina, em quatro verbos: 1. Ele ouviu seus gemidos, 2. Deus lembrou, 3. Deus olhou e 4. Conheceu… Alguns estudiosos bíblicos traduzem este último verbo desta forma: ” E Deus olhou para os filhos de Israel e apareceu a ele” (isto é, Ele se deu a conhecer a eles). Conhecer implica em Deus atenção e cuidado com as pessoas conhecidas, como diz o Salmo 31, 8-9.

Quinto:

Finalmente, somos convidados a entregar-nos completamente ao coração do Filho Redentor, como fez São José com seu FIAT.

Recordemos que sem o FIAT VOLUNTAS TUAS o trabalho do Apostolado não se desenvolverá. Bençãos. 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: