Chamado de Amor de São Charbel de Makhlouf

25.07.2022 – São Charbel de Makhlouf: “Os apóstolos destes Dois Sagrados Corações devem elevar-se à Santíssima Trindade. E o Caminho para esta Aliança Trinitária é por meio das Moradas de Santidade dos Sagrados Corações Unidos.”

San Charbel-25.07.2022-pt

25 de julho de 2022 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DE SÃO CHARBEL

 

Audio da Mensagem  – Voz de Manoel de Jesus:

 

Louvado seja o Sagrado Coração Eucarístico de Jesus Cristo.

Apóstolos dos Sagrados Corações Unidos:

A Unidade Trinitária é o centro da fé e o grande mistério da Igreja.

O Pai Terno e Misericordioso, o Sagrado Coração Eucarístico de Jesus e o Espírito Santo Paráclito, três pessoas distintas, cada uma com seu próprio proceder, mas são um Único Deus e Senhor.

A Aliança Trinitária está profundamente unida à Aliança de Jesus e Maria.

Os apóstolos destes Dois Sagrados Corações devem elevar-se à Santíssima Trindade. E o Caminho para esta Aliança Trinitária é por meio das Moradas de Santidade dos Sagrados Corações Unidos.

Eu, São Charbel, rogo por vocês, para que possam compreender o grande Dom que Deus lhes deu por meio do Apostolado.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. 

 

São Charbel-25.07.2022
São Charbel de Makhlouf

Um homem que ofereceu sua vida à espiritualidade

Um dos santos mais conhecidos do Líbano, discípulo da religião de São Maron. Charbel de Makhlouf foi um monge devoto, cujos milagres lhe renderam sua beatificação em 1965 pelo Papa Paulo VI e sua canonização pela Igreja Católica em 1977 pelo mesmo Santo Padre. Desta forma, ele se converteria no primeiro santo libanês diante da Santa Sé.

São Maron – 300 a.C.

São Maron nasce como um santo em Aleppo (Síria), sendo um eremita.

Seu trabalho era pregar a boa-fé e dar a conhecer um ponto de vista completamente novo para aquele que prevalecia naqueles tempos. Além dessas práticas e predições, havia uma grande congregação de pessoas, alcançando assim um significativo número de devotos.

Nesta época, inicia uma mudança importante na igreja do Oriente Médio. A ideia de São Maron, contrariamente à dos monofisitas, prega que Jesus era Deus e humano, que sentia dor, o mal e a enfermidade. Por esta razão, a crença de San Maron foi compartilhada por uma importante congregação, dando-lhe o nome de “maronitas”.

Os primórdios dos maronitas são divulgados nas montanhas, liderados por Juan Maron, com o propósito de proteger seus seres mais próximos das ideologias de outras comunidades. Suas principais características são: grupo familiar e de oração, vivem próximo de sua igreja.

A devoção é um dos emblemas mais fortes desta religião. A educação também é importante para eles, iniciando-se no campo, assim como a espiritualidade, que se traduz na oração.

Um monge milagroso

São Charbel inicia sua incursão como monge maronita no ano de 1851, na idade de 20 anos. Uma das mensagens mais importantes que nos transmite é aquela da história dos libaneses.

Desde pequeno cuidou de uma gruta com a imagem da Virgem Maria (amplamente adorada por esta cidade). Viveu em uma escola de fé, com conceitos claros dentro de sua religião, sempre obedecendo aos seus superiores e decidindo ser um eremita.

Esta escolha por parte de São Charbel o leva a um regime rigoroso. Sua vida era baseada em horários específicos de oração, sendo assim que suas orações ocorriam às 3h, 7h, 13h, etc.

Alimentava-se de vegetais unicamente cultivados por ele e não mencionava palavra, salvo na missa.

Os feitos mais fantásticos deste santo são os seus milagres. Muitas pessoas os testemunharam.

O mais notável foi que, apesar da data simbólica de sua morte (25 de dezembro), o corpo de São Charbel permaneceu incorrupto.

Dias após seu falecimento, vários monges começaram a notar que um óleo sanguinolento começou a emanar de sua tumba. Uma vez que a cripta foi aberta, eles descobriram este homem suspenso nesta água.

O corpo foi limpo e trasladado. No entanto, esse fato voltou a se repetir.

Um dos milagres mais conhecidos deste monge é aquele de Nohad El Chami, uma mulher libanesa paralisada por hemiplegia.

Contava com 55 anos e sofria de uma doença incurável.

Uma noite em janeiro de 1993, ela teve um sonho no qual dois monges se aproximaram de sua cama, um dos quais era São Charbel, que caminhou até ela e colocou seus dedos sobre sua garganta dela, indicando que ele vinha para operá-la, ao que ela respondeu: “Não é necessário, pois os médicos já me disseram que não há nada que possa ser feito”.

Mesmo assim, diz-se que S. Charbel prosseguiu com esta operação, e, uma vez concluída, a mulher pôde caminhar.

Esta visita por parte de São Maron e São Charbel ficou gravada na memória desta mulher, pois tinha os dedos marcados sobre seu pescoço, onde se diz que este santo a tocou.

Fonte da matéria:

Texto: De Sua Excelência George Abi Yunes, Bispo da Diocese Maronita do México – Foto: CVS / Arquivo Libanês.

Fonte: Site da Diocese Maronita do México A.R. Eparquia de Nossa Senhora dos Mártires do Líbano

 

Tumba-São Charbel-25.07.2022
Tumba de São Charbel de Makhlouf, em Annaya, Líbano

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: