Chamado de Amor de Maria

02.10.2021 – Coração Doloroso e Imaculado de Maria: “As primeiras sextas-feiras ao Sagrado Coração Eucarístico de meu Filho Jesus, e os primeiros sábados ao meu Doloroso e Imaculado Coração devem ser, para todos meus filhos, uma Devoção Perpétua. É dizer, toda a sua vida deve ser uma oblação de amor e reparação perpétua.”

CDIM-Deus-Pai-12.06.2021

2 outubro 2021 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DO CORAÇÃO DOLOROSO E IMACULADO DE MARIA

 

 

Queridos filhos:

Através desta obra de Nossos Sagrados Corações Unidos, Deus Pai Terno e Misericordioso quis estender a todas as almas, a união de amor que o Espírito Santo realizou entre o Filho e a Mãe. De modo que deseja que toda a humanidade experimente essa aliança amorosa de Jesus com as almas, mas através do meu Coração.

A Santíssima Trindade quer estabelecer no mundo inteiro, a Devoção ao meu Doloroso e Imaculado Coração, para que, desde este Jardim de Nossos Dois Corações, diga aos meus filhos que: Vim renovar, a pedido de meu Filho Jesus, a Devoção dos Primeiros Sábados. 

De modo, queridos filhos, que os Primeiros Cinco Sábados do mês agora devem agora ser uma Devoção Perpétua. 

Cada primeiro sábado do mês deve ser de consolo e reparação.

Assim, através do Apostolado e de nossos Chamados de Amor e de Conversão:

As primeiras sextas-feiras ao Sagrado Coração Eucarístico de meu Filho Jesus, e os primeiros sábados ao meu Doloroso e Imaculado Coração devem ser, para todos  meus filhos, uma Devoção Perpétua. É dizer, toda a sua vida deve ser uma oblação de amor e reparação perpétua.

Meditem no Capítulo 9 do livro de Gênesis.

Deste este Jardim dos fim dos tempos, onde estou marcando a testa e o coração de todos os meus filhos, os Apóstolos dos Tempos, dou-lhes minha maternal bênção.

Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Capítulo 9 do livro de Gênesis – Bíblia de Jerusalém

9 A nova ordem do mundo — 1 Deus abençoou Noé e seus filhos, e lhes disse: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra. 2 Sede o medo e o pavor de todos os animais da terra e de todas as aves do céu, como de tudo o que se move na terra e de todos os peixes do mar: eles são entregues nas vossas mãos. 3 Tudo o que se move e possui a vida vos servirá de alimento, tudo isso eu vos dou, como vos dei a verdura das plantas. 4 Mas não comereis a carne com sua alma, isto é, o sangue. 5 Pedirei contas porém, do sangue de cada um de vós. Pedirei contas a todos os animais e ao homem, aos homens entre si, eu pedirei contas da alma do homem. 6 Quem derrama o sangue do homem pelo homem terá seu sangue derramado. Pois à imagem de Deus o homem foi feito. 7 Quanto a vós, sede fecundos, multiplicai-vos, povoai a terra e dominai-a.” 8 Deus falou assim a Noé e a seus filhos: 9 “Eis que estabeleço minha aliança convosco e com os vossos descendentes depois de vós, 10 e com todos os seres animados que estão convosco: aves, animais, todas as feras, tudo o que saiu da arca convosco, todos os animais da terra. 11 Estabeleço minha aliança convosco: tudo o que existe não será mais destruído pelas águas do dilúvio; não haverá mais dilúvio para devastar a terra.” 12 Disse Deus: “Eis o sinal da aliança que instituo entre mim e vós e todos os seres vivos que estão convosco, para todas as gerações futuras: 13 porei meu arco na nuvem e ele se tornará um sinal da aliança entre mim e a terra. 14 Quando eu reunir as nuvens sobre a terra e o arco aparecer na nuvem, 15 eu me lembrarei da aliança que há entre mim e vós e todos os seres vivos: toda carne e as águas não mais se tornarão um dilúvio para destruir toda carne. 16 Quando o arco estiver na nuvem, eu o verei e me lembrarei da aliança eterna que há entre Deus e os seres vivos com toda carne que existe sobre a terra.” 17 Deus disse a Noé: “Este é o sinal da aliança que estabeleço entre mim e toda carne que existe sobre a terra.”

3. DO DILÚVIO A ABRAÃO

Noé e seus filhos —18 Os filhos de Noé, que saíram da arca, foram Sem, Cam e Jafé; Cam é o pai de Canaã. 19 Esses três foram os filhos de Noé e a partir deles se fez o povoamento de toda a terra. 20 Noé, o cultivador, começou a plantar a vinha. 21 Bebendo vinho, embriagou-se e ficou nu dentro de sua tenda. 22 Cam, pai de Canaã, viu a nudez de seu pai e advertiu, fora, a seus dois irmãos. 23 Mas Sem e Jafé tomaram o manto, puseram-no sobre os seus próprios ombros e, andando de costas, cobriram a nudez de seu pai; seus rostos estavam voltados para trás e eles não viram a nudez de seu pai. 24 Quando Noé acordou de sua embriaguez, soube o que lhe fizera seu filho mais jovem. 25 E disse: “Maldito seja Canaã! Que ele seja, para seus irmãos, o último dos escravos!” 26 E disse também: “Bendito seja Iahweh, o Deus de Sem, e que Canaã seja seu escravo! 27 Que Deus dilate Jafé, que ele habite nas tendas de Sem, e que Canaã seja seu escravo!” 28 Depois do dilúvio, Noé viveu trezentos e cinqüenta anos. 29 Toda a duração da vida de Noé foi de novecentos e cinqüenta anos, depois morreu.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: