Chamado de Amor de Jesus

01.10.2021 – Sagrado Coração Eucarístico de Jesus: “A Devoção Perpétua de cada Primeira Sexta-feira em honra do meu Sagrado Coração Eucarístico, já não só nove sextas-feiras, mas perpetuamente. “

Jesus-cruz-c-calice-ESanto-05.03.2021

1º de outubro de 2021 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DO SAGRADO CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS

 

Áudio da Mensagem – voz de Manoel de Jesus:

 

Meu pequeno nada: o Coração Doloroso e Imaculado de minha Mãe é quem conseguiu do Pai Misericordioso estas graças para ti. Mas através de ti, para a Igreja, para os homens. A graça da Aliança dos Nossos Dois Corações, unidos pelo Espírito Santo, que vem ao encontro de toda a humanidade.

Através do Apostolado, o homem pode viver concretamente a Aliança de nossos Dois Corações. 

Esta Aliança é: serem verdadeiros e autênticos filhos da minha Santa Mãe, para serem verdadeiros e autênticos apóstolos do meu Coração Eucarístico.

Meu pequeno nada: a petição feita a Santa Margarida, a Devoção das Nove Primeiras Sextas-feiras de cada mês, renovo-a agora contigo. Mas dou-lhe o seu pleno cumprimento e sentido: A Devoção Perpétua de cada Primeira Sexta-feira em honra do meu Sagrado Coração Eucarístico, já não só nove sextas-feiras, mas perpetuamente. 

Assim todos, comigo, nos oferecemos ao terníssimo Pai. 

Ponham em prática, atentamente, este desejo de meu Sagrado Coração Eucarístico.

Em meu Jardim-Santuário de Nossos Sagrados Corações Unidos, disse ao meu pequeno nada, que pratiquem com fervor, agora, a Devoção Perpétua da Primeira Sexta-feira de cada mês.

Leiam junto ao meu Chamado, em oração, o capítulo 8 do Livro do Gênesis.

Com meu Sagrado Coração Eucarístico os abençoo.

Em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Capítulo 8 do Livro do Gênesis – Biblia de Jerusalém:

8 Vazão das águas — 1 Deus lembrou-se então de Noé e de todas as feras e de todos os animais domésticos que estavam com ele na arca; Deus fez passar um vento sobre a terra e as águas baixaram. 2 Fecharam-se as fontes do abismo e as comportas do céu: — deteve-se a chuva do céu 3 e as águas pouco a pouco se retiraram da terra; — as águas baixaram ao cabo de cento e cinqüenta dias 4 e, no sétimo mês, no décimo sétimo dia do mês, a arca encalhou sobre os montes de Ararat. 5 As águas continuaram escoando até o décimo mês e, no primeiro do décimo mês, apareceram os picos das montanhas. 6 No fim de quarenta dias, Noé abriu a janela que fizera na arca 7 e soltou o corvo, que foi e voltou, esperando que as águas secassem sobre a terra. 8 Soltou então a pomba que estava com ele para ver se tinham diminuído as águas na superfície do solo. 9 A pomba, não encontrando um lugar onde pousar as patas, voltou para ele na arca, porque havia água sobre toda a superfície da terra; ele estendeu a mão, pegou-a e a fez entrar para junto dele na arca. 10 Ele esperou ainda outros sete dias e soltou de novo a pomba fora da arca. 11 A pomba voltou para ele ao entardecer, e eis que ela trazia, no bico, um ramo novo de oliveira! Assim Noé ficou sabendo que as águas tinham escoado da superfície da terra. 12 Ele esperou ainda outros sete dias e soltou a pomba, que não mais voltou para ele. 13 Foi no ano seiscentos e um da vida de Noé, no primeiro mês, no primeiro do mês que as águas secaram sobre a terra. Noé retirou a cobertura da arca; olhou, e eis que a superfície do solo estava seca! 14 No segundo mês, no vigésimo sétimo dia do mês, a terra estava seca.

A saída da arca — 15 Então assim falou Deus a Noé: 16 “Sai da arca, tu e tua mulher, teus filhos e as mulheres de teus filhos contigo. 17 Todos os animais que estão contigo, tudo o que é carne, aves, animais e tudo o que rasteja sobre a terra, faze-os sair contigo: que pululem sobre a terra, sejam fecundos e multipliquem-se sobre a terra.” 18 Noé saiu com seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos; 19 e todas as feras, todos os animais, todas as aves, todos os répteis que rastejam sobre a terra saíram da arca, uma espécie após a outra. 20 Noé construiu um altar a Iahweh e, tomando de animais puros e de todas as aves puras, ofereceu holocaustos sobre o altar. 21 Iahweh respirou o agradável odor e disse consigo: “Eu não amaldiçoarei nunca mais a terra por causa do homem, porque os desígnios do coração do homem são maus desde a sua infância; nunca mais destruirei todos os viventes, como fiz. 22 Enquanto durar a terra, semeadura e colheita, frio e calor, verão e inverno, dia e noite não hão de faltar.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: