Chamados de Amor e Conversão

13.02.2022 – Deus Pai Terno e Misericordioso: “Compreendam orando e meditando meus Chamados de Amor junto à Sagrada Escritura, o que minha Divina Vontade deseja realizar com o Apostolado, para o bem de toda a humanidade.”

Deus-Pai-Terno-Misericordioso-29.07.2021-pt

13 de fevereiro de 2022 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DE DEUS PAI TERNO E MISERICORDIOSO

 

Áudio da Mensagem – Voz de Manoel de  Jesus:

 

Pequena vitima dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria:

É URGENTE que a humanidade escute. Porque se os homens continuarem com o coração fechado à ação de meu Espirito Divino, não poderão compreender minha Divina Vontade.

Querido filho:no Livro do Apocalipse estão as duas Advocações que Eu mesmo enviei, para que se manifestem com os Últimos Chamados de Amor e de Conversão.

O Coração Doloroso e Imaculado de Maria e o Sagrado Coração Eucarístico de Jesus, que são a Mulher Vestida de Sol e o Cordeiro de Deus.

Filhinho: ao contemplar o Coração Doloroso e Imaculado de Maria, a Mulher Vestida de Sol, podem compreender que é a Custódia (Nota: Ostensório), o Sacrário e o Trono do Divino Cordeiro.

O Coração Doloroso e Imaculado de Maria é a Custódia (Ostensório) do Sagrado Coração Eucarístico do Cordeiro de Deus.

E estes Dois Sagrados Corações são minhas duas Lâmpadas, minhas duas Oliveiras, minhas duas Testemunhas.

Portanto, compreendam, orando e meditando meus Chamados de Amor junto à Sagrada Escritura, o que minha Divina Vontade deseja realizar com o Apostolado, para o bem de toda a humanidade.

Meditem o Capítulo 16 do Livro do Apocalipse, junto ao meu Chamado de Amor.

Eu, Deus Pai Terno e Misericordioso, os abençoo: Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo. Amém. 

 

Capítulo 16 do Livro do Apocalipse – Bíblia de Jerusalém

– 1 Ouvi depois uma forte voz que vinha do templo, dizendo aos sete Anjos: “Ide e derramai pela terra as sete taças do furor de Deus”. 2 O primeiro saiu e derramou sua taça pela terra. E uma úlcera maligna e dolorosa atingiu as pessoas que traziam a marca da Besta e as que adoravam a sua imagem. 3 O segundo derramou sua taça pelo mar… E este se transformou em sangue, como de um morto, de modo que todos os seres que viviam no mar morreram. 4 O terceiro derramou sua taça pelos rios e pelas fontes… E transformaram-se em sangue. 5 Ouvi então o Anjo das águas dizer: “Justo és ‘Aquele-que-é e Aquele-que era’, ó Santo, porque julgaste estas coisas; 6 pois estes derramaram sangue de santos e profetas, e tu lhes deste sangue para beber. Eles o merecem!” 7 Ouvi então que o altar dizia: “Sim, Senhor, Deus todopoderoso, teus julgamentos são verdadeiros e justos”. 8 O quarto derramou sua taça sobre o sol… E a este foi permitido abrasar os homens com fogo. 9 Os homens, então, abrasados por um calor intenso, puseram-se a blasfemar contra o nome do Deus, que tem poder sobre tais pragas. Mas não se converteram para lhe tributar glória… 10 O quinto derramou sua taça sobre o trono da Besta.. E o seu reino ficou em trevas: os homens mordiam a língua de dor, 11 e blasfemaram contra o Deus do céu por causa de suas dores e úlceras. Mas não se converteram de sua conduta… 12 O sexto derramou sua taça sobre o grande rio Eufrates… E a água do rio secou, abrindo caminho aos reis do Oriente. 13 Nisto vi que da boca do Dragão, da boca da Besta e da boca do falso profeta saíram três espíritos impuros, como sapos. 14 São, com efeito, espíritos de demônios: fazem maravilhas e vão até aos reis de toda a terra, a fim de reuni-los para a guerra do Grande Dia do Deus todopoderoso. 15 (Eis que eu venho como um ladrão: feliz aquele que vigia e conserva suas vestes, para não andar nu e deixar que vejam a sua vergonha.) 16 Eles os reuniram então no lugar que, em hebraico, se chama “Harmagedôn”. 17 O sétimo, finalmente, espalhou sua taça pelo ar… Nisto saiu uma forte voz do templo, dizendo: “Está realizado!” 18 Houve então relâmpagos, vozes, trovões, e um forte terremoto; um terremoto tão violento como nunca houve desde que o homem apareceu sobre a terra. 19 A Grande Cidade se dividiu em três partes, e as cidades das nações caíram. Deus se lembrou então de Babilônia, a Grande, para lhe dar o cálice do vinho do furor da sua ira. 20 As ilhas todas fugiram e os montes desapareceram; 21 do céu caiu sobre os homens um granizo pesado, como chuva de talentos. E os homens blasfemaram contra Deus por causa da praga do granizo, pois o seu flagelo é muito grande. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: