Chamado de Amor de Jesus

22.04.2022 – Sagrado Coração Eucarístico de Jesus: “O Apostolado é um caminho dado aos homens pelo Espírito Santo, para que todos façam parte desta Aliança, e assim nossos Dois Corações possam reinar verdadeiramente.”

Jesus-cruz-c-calice-ESanto-05.03.2021

22 de abril de 2022 – CHAMADO DE AMOR E CONVERSÃO DO SAGRADO CORAÇÃO EUCARÍSTICO DE JESUS

 

 

Pequeno Oblato de nossos Sagrados Corações Unidos:

Nossos Dois Corações estão unidos pelo Espírito Santo. O Espírito Santo é quem realizou a Aliança de nossos Dois Corações através do mistério da Encarnação.

Também, o Espírito Santo é quem uniu nossos Dois Corações ao Casto e Amante Coração de São José.

O Divino Espírito Santo é quem incendiou de amor divino  São João Evangelista e Santa Maria Madalena.

Querido filho: é o Espírito Santo quem lhes ajudará a compreender a Aliança de nossos Dois Corações. E que o caminho para unir-se a esta Aliança perfeita é o mesmo Espírito Divino.

Por isso, filhinho meu, o Apostolado é um caminho dado aos homens pelo Espírito Santo, para que todos façam parte desta Aliança, e assim nossos Dois Corações possam reinar verdadeiramente.

Meditem no Capítulo 50 do Livro de Gênesis.

Com meu Sagrado Coração Eucarístico lhes abençoo.

Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.

 

Capítulo 50 do Livro de Gênesis – Bíblia de Jerusalém

Funerais de Jacó

— 1 Então José se lançou sobre o rosto de seu pai, cobriu-o de lágrimas e de beijos. 2 Em seguida José deu ordem aos médicos que estavam a seu serviço de embalsamar seu pai, e os médicos embalsamaram Israel. 3 Isto durou quarenta dias, pois é essa a duração do embalsamamento. Os egípcios o choraram setenta dias. 4 Quando terminaram os tempos de luto, José falou assim no palácio do Faraó: “Se tendes amizade por mim. dizei isto aos ouvidos do Faraó: 5 meu pai me fez prestar este juramento ‘eu vou morrer,’ disse-me ele; ‘tenho um túmulo que mandei cavar na terra de Canaã, é lá que me enterrarás.’ Que me seja permitido, pois, subir para enterrar meu pai, depois voltarei.” 6 O Faraó respondeu. “Sobe e enterra teu pai como ele te fez jurar.” 7 José subiu para enterrar seu pai, e com ele subiram todos os oficiais do Faraó, os dignitários de seu palácio e todos os dignitários da terra do Egito, 8 bem como toda a família de José, seus irmãos e a família de seu pai. Na terra de Gessen, só deixaram os inválidos, as ovelhas e os bois. 9 Com ele subiram também carros e cocheiros: era um cortejo muito imponente. 10 Chegando a Goren-Atad — está além do Jordão —, aí fizeram uma grande e solene lamentação, e José celebrou por seu pai um luto de sete dias. 11 Os habitantes da terra, os cananeus, viram o luto em Goren-Atad: “Eis um grande luto para os egípcios;” e foi por isso que se chamou este lugar de Abel-Mesraim — região que está além do Jordão. 12 Seus filhos fizeram o que ele lhes tinha ordenado 13 e o transportaram para a terra de Canaã e o enterraram na gruta do campo de Macpela, que Abraão comprara de Efron, o heteu, como posse funerária, diante de Mambré. 14 José voltou então ao Egito, bem como seus irmãos e todos os que tinham subido com ele para enterrar seu pai.

Da morte de Jacó à morte de José

— 15 Vendo que seu pai estava morto, disseram entre si os irmãos de José: “E se José for nos tratar como inimigos e nos retribuir todo o mal que lhe fizemos? 16 Por isso, mandaram dizer a José: “Antes de morrer, teu pai expressou esta vontade: 17 ‘Assim falareis a José: Perdoa a teus irmãos seu crime e seu pecado, todo o mal que te fizeram!’ Agora, pois, queiras perdoar o crime dos servos do Deus de teu pai!” E José chorou ouvindo as palavras que lhe dirigiam. 18Vieram os seus próprios irmãos e, lançando-se a seus pés, disseram: “Eis-nos aqui como teus escravos!” 19 Mas José lhes disse: “Não tenhais medo algum! Acaso estou no lugar de Deus? 20 O mal que tínheis intenção de fazer-me, o desígnio de Deus o mudou em bem, a fim de cumprir o que se realiza hoje: salvar a vida a um povo numeroso. 21 Agora não temais: eu vos sustentarei, bem como a vossos filhos.” Ele os consolou e lhes falou afetuosamente. 22 Assim, José e a família de seu pai permaneceram no Egito, e José viveu cento e dez anos. 23 José viu os filhos de Efraim até à terceira geração, e também os filhos de Maquir, filho de Manassés, nascidos sobre os joelhos de José. 24Enfim José disse a seus irmãos: “Eu vou morrer, mas Deus vos visitará e vos fará subir deste país para a terra que ele prometeu, com juramento, a Abraão, Isaac e Jacó.” 25 E José fez os filhos de Israel jurarem: “Quando Deus vos visitar, levareis os meus ossos daqui.” 26 José morreu com a idade de cento e dez anos; embalsamaram-no e foi posto num sarcófago, no Egito. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: