Coração Doloroso e Imaculado de Maria: “O Escapulário que portei em Minhas aparições na bendita Montanha de Garabandal, é o Escapulário que manifestei plenamente no Apostolado. E quando adverti a humanidade, de que já estavam nos Últimos Avisos, profetizava estes Últimos Chamados de Amor e de Conversão, pois estes são esses Últimos Avisos.”

2 de Julho de 2020

Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado de Maria

Áudio da Mensagem – Voz de Manoel de Jesus:

 

Manoel de Jesus: 

Nossa Senhora veio como sempre aparece: vestido branco, Manto dourado, e seu Doloroso e Imaculado Coração. Mas em suas Mãos estava o Escapulário dos Sagrados Corações Unidos.

Nossa Senhora deu o seguinte Chamado:

“Minhas manifestações foram pedidas por Meu Filho Jesus ao Pai, para que esta Boa Mãe, viesse ao encontro de todos os homens, e aproximá-los unicamente, do Sagrado Coração Eucarístico de Meu Filho Jesus. Pois, deste Divino Coração nasceu: o Evangelho, a Igreja e os Sacramentos.

Apóstolos de Meu Triunfo!

Desejo que compreendam,

  • que o Escapulário que portei em Minhas aparições na bendita Montanha de Garabandal,
  • é o Escapulário que manifestei plenamente no Apostolado:
  • O Escapulário dos Sagrados Corações Unidos.

E quando adverti a humanidade, de que já estavam nos Últimos Avisos,

  • profetizava estes Últimos Chamados de Amor e de Conversão,
  • pois estes são esses Últimos Avisos.

Quero que todos conheçam o Amor de Deus;

  • que todos se reconheçam irmãos,
  • e que vivendo Meus Últimos Chamados de Amor e de Conversão alcancem a paz.

Com Meu Doloroso e Imaculado Coração os abençoo.

Leiam e meditem o capítulo 13 do Livro do Apocalipse.

Em Nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. Amém.”

***********************

Apocalipse – Capitulo 13:

1.Vi, então, levantar-se do mar uma Fera que tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres, dez diademas; e nas suas cabeças, nomes blasfematórios.

2. A Fera que eu vi era semelhante a uma pantera: os pés como de urso, e as fauces como de leão. Deu-lhe o Dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. 

3. Uma das suas cabeças estava como que ferida de morte, mas essa ferida de morte fora curada. E todos, pasmados de admiração, seguiram a Fera 

4. e prostraram-se diante do Dragão, porque dera seu prestígio à Fera, e prostraram-se igualmente diante da Fera, dizendo: Quem é semelhante à Fera e quem poderá lutar com ela? 

5. Foi-lhe dada a faculdade de proferir arrogâncias e blasfêmias, e foi-lhe dado o poder de agir por quarenta e dois meses.

6. Abriu, pois, a boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar o seu nome, o seu tabernáculo e os habitantes do céu. 

7. Foi-lhe dado, também, fazer guerra aos santos e vencê-los. Recebeu autoridade sobre toda tribo, povo, língua e nação,

8. e hão de adorá-la todos os habitantes da terra, cujos nomes não estão escritos desde a origem do mundo no livro da vida do Cordeiro imolado.

9. Quem tiver ouvidos, ouça!

10. Quem procura prender será preso. Quem matar pela espada, pela espada deve ser morto. Esta é a ocasião para a constância e a confiança dos santos!

11. Vi, então, outra Fera subir da terra. Tinha dois chifres como um cordeiro, mas falava como um dragão.

12. Ela exercia todo o poder da primeira Fera, sob a vigilância desta, e fez com que a terra e os seus habitantes adorassem a primeira Fera (cuja ferida de morte havia sido curada).

13. Realizou grandes prodígios, de modo que até fez descer fogo do céu sobre a terra, à vista dos homens.

14. Seduziu os habitantes da terra com os prodígios que lhe era dado fazer sob a vigilância da Fera, persuadindo-os a fazer uma imagem da Fera que sobrevivera ao golpe da espada.

15. Foi-lhe dado, também, comunicar espírito à imagem da Fera, de modo que essa imagem se pusesse a falar e fizesse com que fosse morto todo aquele que não se prostrasse diante dela.

16. Conseguiu que todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, tivessem um sinal na mão direita e na fronte,

17. e que ninguém pudesse comprar ou vender, se não fosse marcado com o nome da Fera, ou o número do seu nome.

18. Eis aqui a sabedoria! Quem tiver inteligência, calcule o número da Fera, porque é número de um homem, e esse número é seiscentos e sessenta e seis. (666)

***********************

Share This:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.