Cenáculo de Oração

Cenáculo de Consagração ao Puríssimo e Imaculado Ventre de Maria

Red Pizza Party Flyer

 

CONVITE PARA O CENÁCULO DE CONSAGRAÇÃO AO PURÍSSIMO E IMACULADO VENTRE DE MARIA

De 20 de novembro a 12 de dezembro

Esta pequena Obra Mariana está composta por 23 Meditações Ditadas pelo Céu. Assim, cada dia medita-se um Chamado de Amor e de Conversão entregue a Manuel de Jesus, por Divina Vontade.

Iniciaremos esta Consagração 23 dias antes da Festa de Nossa Senhora de Guadalupe, que ocorre dia 12 de dezembro. É um excelso exercício espiritual; um presente do Céu; uma Pérola Preciosa para nosso porta-joias, a qual nos coloca na rota plena para chegar à Porta da Casa do Pai.

Nossas meditações diárias, as acompanhamos com a leitura da Palavra de Deus e as Orações Diárias, especialmente, pelo Santo Rosário, confessando-nos, recebendo Jesus diariamente na Sagrada Eucaristia, e vivendo e plenitude da Santa Missa, que nos une a Maria; que nos prepara e transforma, desde a contemplação da Vida de Jesus Cristo, à luz do Coração da Mãe.

Ao terminar estes 23 dias, de ler, meditar e fazer vida estes ensinamentos, no dia 12 de dezembro, faremos a Oração para consagrarmo-nos ao Ventre Puríssimo de Maria, composta por São Luís Grignion de Montfort.

Exortamos a que, com grande fidelidade, apliquemo-nos diariamente, e em ter esta conversação com a Mestra Maria, Corredentora, Mediadora e Advogada nossa. Se for necessário, ler e reler os ensinamentos diários, pedindo ao Espirito Santo – do que Ela está cheia – o entendimento, que nos permita penetrar neste Ventre Puro e Virginal, aonde o próprio Deus fez-se homem. E então, Ela possa com sua infinita bondade maternal, refazer-nos, gerar-nos, para logo dar-nos à Luz, que é Cristo, Seu Filho, o próprio Deus.

Irmãos: Que ao terminar esta Consagração, cada ensinamento contido nestes Chamados, converta-se em Chama de Amor Viva em nossos corações, para que esse amor, que dizemos professar a Maria, seja uma realidade. Que Maria receba o consolo de nossa conversão profunda. Que entendamos que Ela não necessita apóstolos sábios, ou que confusos, dispersem-se em outras tarefas. Mas que necessita apóstolos que AMEM na fé, gerada em nossas almas, através do reconhecimento do sacrifício de Jesus na Cruz, e que se ofereçam ao Amor, como verdadeiros apóstolos dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria.

*********************

BEM-VINDOS AO VENTRE SAGRADO E PURÍSSIMO DE MARIA SANTÍSSIMA, REFÚGIO, TRONO, TABERNÁCULO, ARCA DE SALVAÇÃO, FONTE DE VIDA.

De 20 de novembro a 12 de dezembro

Paz e Alegria!Nos Corações Triunfantes de Jesus e de Maria“Sucederá nos últimos dias, diz Deus: Derramarei Meu Espirito sobre todo mortal, e profetizarão vossos filhos e vossas filhas; vossos jovens verão visões e vossos anciãos sonharão sonhos. E também sobre meus servos e sobre minhas servas derramarei meu Espirito…” (Atos 2,17-18)
 
Os Últimos Tempos ou Últimos Dias se iniciam desde o momento da Encarnação do Verbo no Ventre Mais Puríssimo de Maria. Não há que os confundir com o fim do mundo, o tempo da consumação, que só Deus Pai conhece.O Espirito Santo de Deus, ao cobrir Maria com sua sombra, na Anunciação, estabeleceu a União dos Sagrados Corações de Jesus e de Maria, para restabelecer na humanidade, e em toda a criação, o que haviam perdido nossos primeiros pais: Adão e Eva. Tudo por causa da desobediência a Deus, e que deu origem ao pecado e à morte.“O Filho de Deus manifestou-se para desfazer as obras do diabo” (1 João 3,8).Veio para que tenhamos vida, e vida em abundância: Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. (João 10,10, b). É o Caminho, a Verdade e a Vida que conduz ao Pai: Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. (João, 14,6)
 
Toda sua Vida Pública, foi um mostrar-nos o Rosto Misericordioso de seu Pai. Jesus nos ensinou na oração do Pai Nosso, que peçamos seu Reino e que se faça sua Vontade “Assim na terra como no céu.” (Mt 6,10)Sabemos que em nenhum período da história, temos vivido na Vontade de Deus.
 
Tampouco no presente o fazemos. Mas isso não quer dizer que Deus Pai não possa conceder num futuro, o desejo de seu Filho Amado: “…para que todos sejam um como Tu Pai, em mim e eu em ti. Que eles também sejam um em nós. Para que o mundo creia que Tu me enviaste. Eu lhes dei a Glória que Tu me desse, para que sejam um como nós somos um…” (João 17,21-22)Através dos séculos, Deus suscitou em sua Igreja, instrumentos proféticos que foram, em seu momento, perseguidos, difamados, censurados e muitos outros, martirizados por sua fé.
 
Quando um profeta é autêntico, Deus não o livra da Cruz. Mas se encarrega, a seu tempo, de mostrar sua autenticidade.
 
A lista na Igreja Católica é longa, sobretudo quando corresponde às revelações privadas.
 
Por exemplo, custou séculos que a Devoção ao Coração de Jesus fosse aceita a nível universal.
 
Os quatro grandes Dogmas Marianos, foram um longo processo de controvérsias teológicas, antes que a Igreja proclamasse sua definição.Mais recentemente, temos as revelações de Fátima, que, ainda quando não seja dogma de fé, crer em suas aparições, não se pode negar o impacto universal e sobretudo na Igreja.
Dela referiu-se o Papa Emérito Benedito XVI, que afirmava que Fátima é um tema não concluído.
 
É ali, em Fátima, que se profetizou o Triunfo do Imaculado Coração de Maria.
 
Ela se apresenta como embaixadora de Deus Pai, com dor, no meio da Primeira Guerra Mundial e adverte que, se não obedecermos a seu pedido, viria uma Guerra pior, como de fato ocorreu na Segunda Guerra Mundial. Suplicou que deixássemos de ofender ao seu Filho, que estava demasiado ofendido.
 
São João Paulo II esteve muito vinculado aos acontecimentos de Fátima, já que atribuiu à Virgem, de havê-lo livrado da morte, em 13 de maio de 1981.São Pio de Pietrelcina também foi testemunha do favor da Virgem do Rosário de Fátima.
 
Sabemos que todas as profecias estão condicionadas a nossa resposta de arrependimento e convidam à penitência e conversão.Recordemos a seguinte passagem evangélica: 2 Tomando a palavra, ele disse: “Acreditais que, por terem sofrido tal sorte, esses galileus eram mais pecadores do que todos os outros galileus? 3 Não, eu vos digo; todavia, se não vos arrependerdes, perecereis todos do mesmo modo. 4 Ou os dezoito que a torre de Siloé matou em sua queda, julgais que a sua culpa tenha sido maior do que a de todos os habitantes de Jerusalém? 5 Não, eu vos digo; mas, se não vos arrependerdes, perecereis todos de modo semelhante”. (Lc 13, 2-5)
 
O Diário de Santa Faustina teve proibida sua divulgação, por mais de vinte anos, até que, o então Cardeal Carol Wojtyla, hoje São João Paulo II, revogou por completo a proibição.Nele encontramos a seguinte mensagem de Jesus à Santa Faustina e ao mundo: “Fala ao mundo de minha Misericórdia… é um Sinal dos últimos tempos. Depois de a, virá o dia da justiça (Diário 848); prepararás o mundo para minha última vinda. (Diário 429). Fala às almas desta grande Misericórdia Minha. Porque está próximo o dia terrível, o dia de Minha Justiça.(Diário 965)Antes do dia da Justiça, envio o dia da Misericórdia (Diário 1588). Estou prolongando o tempo da Misericórdia. Mas ai de es, se não reconhecem este tempo de minha visita (Diário 1160).
 
O Papa São João Paulo II, no dia da Canonização de Santa Faustina, em 30 de abril de 2000, Domingo da Misericórdia, entre outras coisas, disse em sua homilia: “Jesus disse a Soror Faustina: a humanidade não conseguirá a paz, até que não se dirija com confiança à minha Misericórdia (Diário 306).
 
Através da Obra da Religiosa Polonesa, esta mensagem vinculou-se para sempre ao século XX. Último do segundo milênio, parte para o terceiro.”Todavia resta tempo, para que recorram à Fonte da Minha Misericórdia (Diário 848). Quem não quiser passar pela porta da Minha Misericórdia, tem que passar pela porta da Minha Justiça… (Diário 1146).
 
As mensagens, conhecidas como “Últimos Chamados de Amor e de Conversão à humanidade” são uma recapitulação de todas as Manifestações que estão em fidelidade ao Magistério da Igreja, e submetidas ao seu Juízo definitivo.
 
O instrumento que Deus escolheu para esta missão, chama-se Manoel de Jesus, quem desde menino, foi favorecido de graças místicas. Até pouco tempo, esteve no anonimato.
 
Em 9 de abril de 2015 o Senhor Jesus lhe disse:“Os Raios de minha Misericórdia abraçarão ao mundo inteiro; que com o Amor que brota de meu Sagrado Coração, dissiparei todo o mal e as tristezas daquelas almas que aceitem minhas palavras com a Santa Fé. Meus queridos filhos, estamos nos tempos da Misericórdia, (um ano antes do Santo Ano da Misericórdia de 2016) onde virei para reunir ao meu povo fiel e aqueles que tiveram um encontro vivo comigo. Serei Eu, quem reunirei o meu rebanho, junto à Divina Pastora das almas, que os conduzirá, guiará e ensinará a glória do meu Reino, estendendo-se como uma Chama de Amor em Mim… Orem. Orem. Orem.” 
 
Foi-me pedido, acompanhar espiritualmente a este instrumento de Deus, e ao Apostolado que lhe foi confiado.
 
Todos aqueles que professam, em qualquer parte do mundo, devoção e amor aos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria são parte deste Chamado e apóstolos dos últimos tempos, sob a Fiel Proteção e Custódia de nosso amado São José.Fiat, Fiat, Fiat.
 
Pe. Teófilo do Consolador.
 
**************

São Paulo VI aprovou um decreto da Sagrada Congregação para a Doutrina da Fé (AAS, 58, no. 16, 29-12-1966), permitindo a publicação de escritos desta índole que não contradissessem ou pusessem em perigo a Fé e o Dogma da Santa Mãe Igreja Católica.

Verbo de Deus escolheu envolver-se no Ventre de uma humilde Serva, e desta forma, Jesus atraiu o esplendor da Sua Glória para este Lugar Escondido, para este Jardim Fechado.

Glorificando o Pai, aniquilou Sua Majestade a esta velada Conceição Puríssima. A Segunda Pessoa da Santíssima Trindade entregou sua vida a Maria, ao seu cuidado desde o seu Nascimento. Durante trinta anos cultos, e ainda na Cruz, Nosso Senhor uniu Seu sofrimento aos da Sua Mãe Dolorosa.

Do mesmo modo, a Nossa Mãe deu vida àquele que é a Vida; alimento àquele que é o Pão da Vida; ensinamento àquele que é a Sabedoria encarnada, e entregou-o ao Pai ao pé da Cruz. Jesus Cristo começou o seu Ministério Redentor pelo humilde rogo da Corredentora. (cf. Jo 2,1-11)

O que o Nosso Deus pediu ao pai Abraão (para entregar seu filho Isaac em sacrifício) Ele pediu à Nossa Santíssima Mãe. E a Mãe, com o seu Amor-Fiat realizou a entrega sacrificial de Jesus Cristo na Cruz.

Espírito Santo escolheu o Ventre Santo desta humilde Serva.

É certo que Deus não tinha necessidade de nenhuma mulher para levar Seu fruto até a culminação. Contudo, ao ser concebido em Maria, e por meio de Maria, a Mãe transforma-se em Mediação de todas as graças, até para o mais douto.

As gotas de Sangue do Coração Doloroso e Imaculado de Maria foram impelidas para o Coração de Jesus. Eis, então, que os apóstolos dos Últimos Tempos estão chamados a abrir os corações, e permitir que Jesus seja espiritualmente concebido dentro do coração, e daí para todo o nosso pequeno ser, em Maria e por Maria.

Foi o nosso amado Jesus, o primeiro em escolher Maria, em obediência ao Pai, e em comunhão com o Espírito Santo. Nela vive a Santíssima Trindade, e desde ali, todas as almas são convidadas a viver este Mistério Trinitário.

É no Ventre Imaculado de Maria que se encontra a Jesus. E, portanto, onde a Mãe acolhe as almas e as torna preciosas filhas do seu Coração Doloroso e Imaculado.

A consagração como um apóstolo dos últimos tempos chama a resguardar-se no Cenáculo Escondido, no Amor de Deus, que é o Santo Ventre de Maria. Tabernáculo que está cheio de todos os Mistérios do Céu, esperando ser dispensado a todos os humildes de coração.

Os escolhidos, estamos chamados a este Paraíso Secreto dentro do Santo Ventre de Maria. Pois a partir deste Reino Místico, seremos transformados e moldados de acordo com a Imagem Perfeita de Deus, e onde nos tornaremos um exemplo de unidade e santidade.

“O Espírito Santo forma-me no Imaculado Ventre de Maria, e junto a minha amada Mãe transforma-me na Imagem de Jesus”.

*******************

Comentário de Manuel de Jesus

Esta pequena Obra Mariana está composta por 23 meditações ditadas pelo Céu. Pelo que cada dia se medita uma mensagem. Pode-se iniciar esta consagração 23 dias antes da festa da Anunciação de Nossa Senhora. Acompanha-a com a leitura da Palavra de Deus e a oração, especialmente pelo Santo Rosário, que nos une a Maria; que nos prepara e transforma, desde a contemplação da Vida de Jesus Cristo na luz do Coração da Mãe.

Ao terminar estes 23 dias, após ler, meditar e fazer vida estes ensinamentos, fazendo o Santo Rosário diariamente, confessando-nos e recebendo Jesus diariamente na Santa Eucaristia e vivendo a plenitude da Santa Missa, fazer a oração para nos consagrarmos ao Ventre Puríssimo de Maria, composta por São Luís Grignion de Montfort.

É considerável fazer uma boa confissão antes de nos consagrarmos, e ter participado devotamente na Santa Missa e ter recebido Jesus na Eucaristia.

ABAIXO, OS DIAS DO CENÁCULO DE CONSAGRAÇÃO AO PURÍSSIMO E IMACULADO VENTRE DE MARIA

= De 20 de novembro a 12 de dezembro = 

26 de fevereiro de 2014

Para penetrar em Meu Imaculado Coração, é também necessário compreender o Mistério de Meu Puríssimo Ventre, Primeiro Sacrário de Jesus, o Homem-Deus, o Deus-Pão, o Pão-Sacramento, Sacramento de Amor, e Amor pelas almas, em Meu Ventre, forma-se DEUS.

A Santíssima Mãe:

O Filho de DEUS tomou Minha Carne e Meu Sangue; matéria humana, carne humana, que o pecado, filhinhos Meus, os contaminou. E como seria possível que o Filho de DEUS, Santo, Poderoso, mas sobretudo Misericordioso e Amoroso, tomasse Minha carne e Meu sangue, estando Eu contaminada pelo pecado? Por isso, canto as Grandezas do Senhor: maravilhas fez em Mim O que tudo pode.

Para Meu Pai, não há nada impossível. Seria Sua Mãe; assim como Sua filha e Sua esposa, bem como seu tabernáculo.

Eu sou o Primeiro Sacrário. Só em Meu Ventre, e formando-se nele, entrando filhinhos Meus, em Meu Ventre Materno, Puro e Imaculado, vocês podem assemelhar-se a Jesus.

Em Meu Ventre, Meu pequeno, está a Moldura para fazer novos Cristos. Por isso, o Espirito Santo, Meu Divino e Casto Esposo, que antes de ser Meu Esposo é Meu Deus, me encheu de Sua Santidade e Graças necessárias, para Minha Vocação de Mãe: Mãe de Deus-Homem, Mãe de todos vocês, os pecadores, desde a Cruz.

 

 

27 de fevereiro de 2014

A Ação do Espirito Santo no Primeiro Instante de Minha Criação.

A Santa Mãe:

O seio de Minha Mãe Ana, ao formar-Me segundo a carne, foi cheio do Divino Espirito Santo. Agiu desde que Eu estava no Ventre de Minha Mãe Ana, e assim poder livrar-Me da escravidão do pecado original, para que minha Alma não fosse manchada, e assim poder livrar o Filho de Deus dos pecados. Porque, como ia ser possível que Deus, Nosso Senhor, se manchasse, se contaminasse?

Por isso, Eu fui preservada de toda a mancha desde Meu primeiro instante natural. Desde Meu ser primeiro, o Espirito Santo agiu ali, para limpar Minhas cadeias genéticas e minhas linhas ancestrais, para que Eu não ficasse manchada.

Por isso o Espírito Santo agiu no Mistério da Minha Concepção, da Minha Imaculada Concepção. O Espírito Santo Me preencheu, Me encheu, Me santificou. “Ave cheia de graça foi a saudação da Santíssima Trindade”. Ave cheia de graça, não por Mim, mas pela Misericórdia de Meu Pai. Não por Meus méritos. Mas por causa da Misericórdia de Meu Pai. Assim que Eu sou a Cheia da Graça, porque Me abri à Ação do Espírito Santo.

Assim também, vocês, Meus filhos, tem que se deixar formar por Mim. Em Meu Ventre ingressem em Fé; em Meu Coração, em Meus cuidados Maternos; que desde a Cruz, os levarei até Meu Filho Jesus. Meu Imaculado Ventre os espera. Eu os levarei até Jesus, que está no Calvário até a plenitude dos tempos. À Ele, consolo e adoração, por infinitos séculos dos séculos.

Filho Meu! Devem compreender e aceitar, que sua limpeza e purificação, deve começar desde seus ancestrais e cadeias genéticas, para ir purificando sua vida, até chegar a sua concepção, e desde ali, peçam para entrar em Meu Ventre Imaculado, desta maneira:

“Querida Mãe! Deixai-me entrar em vosso Puríssimo e Materno Ventre. Concedei-me ser formado pelo Divino Espirito Santo, para ser outro Cristo, e assemelhar-me mais a Ele.

Divino Puríssimo Ventre da Virgem Maria: guardai-me!

Divino Puríssimo Ventre da Virgem Maria: formai-me!”

Orem assim, queridos filhos. Porque já estando espiritualmente em Meu Santo Ventre, serão formados e suas feridas serão sanadas, serão desatadas, serão transformados e libertados, pela Misericórdia do Pai. Amém.

 

3 de março de 2014

A ação do Espirito Santo na Santa Infância da Santíssima Mãe, a Virgem Maria

A Santa Mãe:

Aprendam, queridos filhos, a escutar Meus Chamados e Conselhos Maternos. Assim Eu escutei e obedeci ao Pai Todo-poderoso, que desde seu Trono, Me instruía e ensinava. Assim como Me preservou de todo o pecado original, assim como Me preservou de todo pecado no mundo, não porque não era Filha de Adão e Eva, como são vocês, mas pela Missão que Me encomendou: cuidar e dar à luz, para todos vocês, ao Meu Santo Filho Jesus.

Assim, desde a Cruz, Meu Divino Filho me disse: “Eis aí teu filho”, que são todos vocês. Assim, vocês, como todo filho, devem estar no ventre de suas mães. Assim, devem estar em Meu Ventre, para encher-se de Mim, e ao mesmo tempo, do Espirito Santo que habita em Mim. Assim serão formados e transformados em Cristo.

O Divino Espirito Santo agiu em Minha vida, especialmente em minha pequena infância, guiando-Me, educando-Me, ensinando-Me a guardar silêncio. Se soubessem o valor do silêncio, escutariam as Divinas Inspirações.

Assim, Eu, guiada pelo Senhor, fui deixando que Meu Coração se enchesse de Amor pelo Pai, abrindo-Me à Sua Divina Vontade.

Toda Minha infância foi um processo de crescimento e formação. Mas especialmente, de preparação para o grande momento do Sim.

É aqui, onde devem depositar, em Meu Sagrado Ventre, os seus filhos, para que eu os forme. Mas primeiro devo formar e educar a vocês, para que seus filhos vejam a Glória do Pai, a Luz do Filho e a Caridade do Espirito Santo em vocês. E estes dons, só em Meu Santo Ventre os obterão.

Santa Teresinha prossegue a mensagem e diz:

Deixem-se guiar por mim, no Pequeno Caminho Espiritual, para aproxima-los mais de Jesus, e assim, sejam pequenas Rosas em Suas Mãos, e assim, deem frutos, onde suas Divinas e Chagadas Mãos nos depositem.

Assim como eu me encontrei no Ventre da Santa Mãe, para fazer-me pequena, assim sejam vocês. Formem-se e abram-se aos Cuidados Maternos de Nossa Senhora, sempre como eu, pequena Rosa, em seu Jardim Precioso de seu Imaculado e Puríssimo Ventre, para seu Doloroso e Imaculado Coração.

As Rosas que eu derramo desde o céu, são do jardim mais precioso: o Imaculado Ventre da Santíssima Mãe. Cada Rosa é uma de suas Excelências e Virtudes.

Nossa Senhora:

Vitima, Santa Teresinha de Lisieux, foi por Meu Filho Jesus, para a salvação da Igreja e das almas.

Comentário de Manuel de Jesus:

Santa Teresinha de Lisieux nos ensina, dizendo que o claustro foi para ela, o Imaculado Ventre da Puríssima Mãe, que a deu à Luz para Jesus, seu Grande e Único Amor.

 

 

4 de março de 2014

A Consagração de Meu Imaculado Ventre no Templo do Senhor.

A Santa Mãe:

Queridos filhos: Saibam que Eu fui consagrada ao Senhor, por ser a Primogênita. Desde Minha Consagração, o Senhor Todo-poderoso consagrou todo Meu Ser. E como por redundância, consagrou desde esse momento Meu imaculado Ventre.

Em Meu Ventre, entrou a Luz, e não a escuridão; a pureza e não o ímpio; a bondade suprema, nada manchado e sujo entrou nele, porque fui preservada pelo Poderoso desde seu Trono.

Quando Eu ingressei no Santo Templo de Meu Pai, alegrei-Me e enchi-Me de gozo, ao contemplar ao Meu Salvador, o Deus da Paz e do Amor, que me cumulou com Sua sombra e encheu-Me de Seu Amor.

Desde ali, Meu Ventre foi Consagrado, modelado, apartado da carne, para ser o Primeiro Sacrário, o Eterno Tabernáculo, a Nova Arca da Aliança. Só Meu Ventre foi colmado para dar vida em abundância, que é Cristo. E Meu Filho, o quer dar a todos vocês, desde Seu Trono, que sou Eu. Só assim vocês, Meus pequenos, devem assemelhar-se a Ele.

Escondam-se em Meu Ventre, dizendo: “Mãe, abrigai-me e apartai-me do mundo, para vosso Filho Jesus, em Vosso Puríssimo Ventre. Selai-me com o Sangue que enchestes Vosso Filho. Cobri-me com esse Puríssimo Sangue e Carne, e levai-me à Verdadeira vida em DEUS, em sua luz, em Seu Amor. Amém.”

Só em Meu Ventre encontrarão um Verdadeiro Caminho, para assemelhar-se ao Meu Filho. Eu, desde pequena fui do Senhor. E quando fui Consagrada, o Senhor dotou-Me de Dons e Carismas para esta grande missão.

Por acaso não sou Eu a Cheia de Graça do Espirito Santo? Por isso, filhinhos, desde Minha consagração no Tempo, Meu Ventre foi selado, como foram selados os lares israelitas no Egito, quando o Anjo do Senhor passou por suas ruas, destruindo e aniquilando tudo aquilo que não era do Senhor.

E por isso, só em Meu Ventre, deixem que Eu aniquile e desterre tudo aquilo que é do mundo e da carne, e encham-se de Jesus, dos Pensamentos de Jesus, da Vida de Jesus. Amém, Amém, Amém. 

 

13 de março de 2014

A Vida de Deus em Mim

A Santa Mãe:

Filhos! Deus foi Meu Deus. Mas também foi e é Meu Pai. Só com a obediência e a humildade, pode-se ser grato aos Seus olhos. Obedientes em cumprir suas Palavras, como Eu, no momento da Encarnação.

Assim, como Meu Ventre foi apartado do pecado, e consagrado para Meu Filho Jesus. Assim Eu fui preservada para dizer sim. Sim na dor. Sim nas provas. Sim, Eu tinha clara Minha missão de ser a Mãe do Filho de Deus. Eu sou, e tenho sido, o centro deste grande Mistério: Meu Ventre foi o Santuário do Pai; o Trono do Filho, e o Sacrário do Espirito Santo. Por isso, sou obediente, sou Humilde, porque deixei Meu ser totalmente para Ele. Sou humilde, porque dei-Lhe Meu Ventre para dar à Luz ao Seu Filho.

Sou humilde, para acolhe-los a todos vocês em Meu Ventre, desde a Cruz. Quando Meu Filho disse na Cruz: “Mulher eis aí teu filho”, desde esse momento Meu Ventre abriu-se, e continuamente se abre para vocês (O Ventre da Santíssima Virgem abriu-se para os homens, somente com permissão e ordem de Jesus).

Deixem-se formar por Mim. Aproximem-se da Luz. Deixem que a carne Imaculada do Filho, que é Minha carne; deixem que o Preciosíssimo Sangue de Cristo, que é Meu Sangue, funda-se em vocês, encha-os e os liberte desta carne impura, que deixaram contaminar com o pecado.

Deixem que Eu os forme; que Eu os leve, que Eu lhes dê à Luz para o Céu, para Cristo, para o Pai.

Formem-se, eduquem-se e cresçam com esta Mãe, Mãe da Dor, Mãe do Amor. Mas, além disso, Mãe de todos vocês, pecadores. Eu os guiarei. Eu gestarei em vocês uma nova humanidade, para a Glória de Cristo. Meu Filho vem logo, e encarregou-Me, desde o princípio da Igreja, para levar a luz, guiá-los e formá-los a todos, Meus filhos, para prepara-los para a nova humanidade, que se deixa redimir; humanidade que se deixa guiar, humanidade que se deixa conduzir.

Por isso estou aqui, com amor de Mãe; com Meu acompanhamento maternal e quero leva-los para Jesus. Eu, como Boa Mãe, quero a Luz e a Salvação, o conhecimento de Deus, para vocês. Que Eu os venha chamar novamente.

Aceitem Meus Chamados de Amor à humanidade, e ingressem na escola do Divino Espirito, Meu Puríssimo e Imaculado Ventre. Assim seja, Meus pequenos. Deixem que Eu lhes dê a Luz para Deus, para o Céu. Amém.

Comentário de Manoel de Jesus

A Santíssima Mãe pediu-me que explicasse estas grandes virtudes da Obediência e da Humildade. Estas grandes virtudes, são a chave para um bom crescimento espiritual, porque os Profetas foram humildes e obedientes.

Nosso Amável Redentor foi humilde. Não alardeou sua condição divina. Mas abaixou-se. Fez-se um de nós. Viveu segundo nossa natureza. Não segundo a carne, mas segundo nossa humanidade limitada.

Pobre, com dificuldades, medos, trabalhos, cansaço, dor: o humilde por excelência. Foi nesta humildade que Jesus formou-se: humildade e obediência aos seus Pais. Humildade para obedecê-los.

Jesus, o Unigênito do Pai, foi o mais obediente de seus filhos. Ele encarnou-se no Ventre de uma criatura saída do Coração do Pai. O Senhor encarnou-se; abaixou-se com humildade à nossa condição, e fez-se homem, por obediência ao Pai.

Mas não podemos falar de obediência e humildade sem Amor: Amor para o Pai. Porque será o Amor que nos leve à humildade e da humildade. Isto quer dizer, de reconhecermo-nos criatura, filhos do Pai, chegaremos à obediência.

Maria, a mais humilde no momento do Fiat, e a mais obediente, reconhecendo, aceitando, e pondo em primeiro lugar, a Vontade amadíssima do Pai. Então, praticando com amor a humildade e a obediência, nos assemelharemos mais a Jesus, e reconheceremos a Santíssima Vontade do Pai, como fez a Santíssima Mãe. Assim seja.

Louvado seja Jesus Cristo, com Nossa Santíssima Mãe, seja para sempre louvado.

 

14 de março de 2014

A vida de Deus nos que se deixam formar por Mim em Imaculado Ventre.

A Santa Mãe:

Filhos pequenos! Eu sofro, porque não se abrem à vontade de Deus. Deixem-se; abram-se; abandonem-se à Vontade do Pai, que é seu mesmo Amor e Misericórdia.

Filhos! Não se deixem levar pela corrente do mundo. Procurem a fortaleza na oração constante, em Jesus vivo em cada Sacramento. Procurem a Cruz. Amem a Cruz. Carreguem sua Cruz. Quer dizer: os sacrifícios, as penitências e inclusive suas vidas, entreguem-nas, como se oferece o santo fumo do incenso nos Altares Eucarísticos. Sejam brasas ardendo no mundo, para que encham dessa chama meus outros filhos. Se soubessem quanto lhes amo, contagiariam aos demais com seu amor, e procurariam a salvação de sua alma, de seus seres queridos, as almas do mundo inteiro, e cumpririam com agrado a Vontade do Pai.

Filhos! Não sabem a grande escuridão que vivem. Por isso, hoje, nestes tempos, com estes Chamados, dou-lhes as chaves, as diretrizes, as regras. Porque, como Mãe, amo. Como Mãe, os corrijo. Não causem mais dor ao Meu Filho, que ainda está na Cruz. Mas procurem como consolá-Lo. Abram-se, e deixem-se guiar por Mim. Só assim poderão ser gratos ao Meu Filho. Amem os Mandamentos da Lei de Deus. Vivam na graça, e cresçam em oração, nos sacramentos, e deixando-se guiar em Meu Puríssimo e Imaculado Ventre.

Como qualquer Mãe, Eu vou modelando-os. Dou-lhes as características. Dou-lhes as aparências. Encho-os de Meus sentimentos; de minhas atitudes; de Meus altos e profundos desejos.

Filhinhos! Como qualquer Mãe, Eu quero o melhor para vocês. E o melhor para vocês é o Céu. Eu, a humilde, como criatura, reconheci o Criador. Eu, como filha obediente, fui fiel a Cruz. Eu, como vocês, fui humana, ignorante. Mas Deus, Meu Pai, apartou-me, guiou-Me, formou-Me, modelou-Me. E Eu quero tirá-los dessa ignorância que vivem.

Vivam no Coração do Pai. Porque, vocês, filhinhos, perecem por ignorância. (“Meu povo perece por falta de conhecimento” – Oseas 4,6). Amém. Amém. Amém. Procurem o Reino de Cristo, o Redentor, Meu Filho, por excelência. E em Meu Ventre, procurem um lugar espiritual, um refúgio, que encontrarão. Em Meu Ventre lhes falarei, os educarei, os levarei ao Pai, dar-lhes-ei a Luz, a Vida, a Vida em Deus.

Quero encher-lhes do Espirito Santo, para assemelhá-los ao Mestre dos Mestres, Rei e Senhor Cristo Jesus, o Redentor, o Salvador, o Amante de todos os corações, O que deseja salvar suas almas, para a maior glória de Deus. Eu fui quem falou à primeira Igreja de Meu Filho. Eu os guiei, os acompanhei em oração. E por isso, forem fiéis, porque foram humildes e obedientes.

Deixem, pequenos, que Meu Pé Virginal dobre esse seu orgulho, sua soberba e destrua sua ignorância. Amem ao Pai. Não sigam crucificando o Filho. E formem-se pelo Divino Espirito Santo, em Meu Santíssimo Ventre. Amo-os com amor de Mãe. Ama-os o Pai, o Filho, e o Espirito Santo de Amor e Mestre da Conversão. Amém. 

 

3 de abril de 2014

Uma Gestação nas Mãos do Divino Oleiro

A Santíssima Mãe dirigiu-me as suas palavras em uma locução interior e disse:

Querido filho, escreve. Hoje falaremos sobe os que se deixam formar por Mim, em Meu Santíssimo Ventre.

Tem que ter claro, meu menino, que esta transformação, ou melhor, esta gestação dolorosa, porque vocês são o barro, e Eu sou o molde do oleiro, que é o Pai, que utiliza o Divino Espirito Santo, para formar essa vasilha de Amor Divino, que pouco a pouco, o Pai vai modelando até obter o produto final. Logo, o assa no forno da Caridade, onde é cimentado o barro, e é limpo. Mas quando já saiu, se ainda o Santo Oleiro ve alguma imperfeição, Ele volta a criar. E assim, pouco a pouco, vai modelando um vaso perfeito. Assim, meu menino, tu e os teus irmãos e irmãs serão moldados nestas Divinas Mãos. Neste molde tão agradável ao Pai, que é o meu Ventre Mais Puro, primeira mesa Eucarística, Primeiro Altar.

Outro exemplo, amado meu, que te dou, é o pão. Inicia como um trigo. O trigo é limpo, lavado, seco. Logo, se separa o bom e o mau. O bom se separa para a criação do pão. O mau se descarta para o fogo. Em meu Ventre este trigo são vocês, crianças, que sereis moídos, esmagados e limpos. Creiam-me que dói. Mas é que a dor antecipa a alegria. É que a Cruz antecipa a Ressurreição. É que a Paixão antecipa o Céu e a Redenção das almas.

Meus filhos: este processo é necessário para obter, no primeiro caso, uma boa e bela vasilha. E, no segundo, um rico e proveitoso manjar.

Agora, amados, formem-se em meu Ventre. Dou-lhes minha bênção: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amem.

Comentário de Manuel de Jesus:

À luz da Sagrada Escritura, compreendamos o que a Santíssima Mãe quer ensinar-nos nesta mensagem: Portanto, não desfaleçamos. Antes, ainda que este nosso homem exterior se vá desgastando, o homem interior, mesmo assim, se renova dia após dia. Porque esta leve tribulação, momentânea, produz em nós, cada vez mais, excelente e eterno peso de glória. Não olhando as coisas que se veem, senão as que não se veem. Pois as coisas que se veem são temporais. Mas as que não se veem são Eternas (2 Coríntios 4; 16-18). 

 

4 de abril de 2014

Do quebrantamento do nosso coração egoísta no Santíssimo Ventre de Maria

Santo Padre Pio de Pietrelcina:

Eu, Frei Pio de Pietrelcina, venho falar-lhes sobre o Imaculado Ventre de Maria Santíssima. Meu filho espiritual! Hoje quero falar-te sobre os corações que se abandonam a este insondável Mar de Graça, Céu e Consolo para as almas. O Divino Espirito quebrantou o Coração Doloroso e Imaculado de Maria com tantas provas e dores. Ela não foi isenta da dor, da miséria humana. Foi humana. Foi criatura, mas livre do pecado. A Santa Mãe, filho meu, deixou-se guiar pelo Senhor. Jesus foi para a Santa Mãe, a Escola de Graça e Amor, que desde seu ventre a formou.

A Santa Mãe, desde a Encarnação, pôs-se a servir. Pois, é e era sua Missão: servir as almas, ao Amor, ao Tesouro que saiu do Coração do Pai. A Santa Mãe nunca quis ser servida. Ainda mais, a Santa Mãe foi a sempre Escrava do Senhor, que, com seu amor e sua dor, agradou ao Pai.

Assim vocês, meus irmãos e irmãs, devem agradar ao Pai, com sua vida de oblação, com sua entrega, como alma vitima. Os que querem ingressar para esta etapa espiritual, devem assumir, filho meu, a dor e o sofrimento; a humilhação, a negação, o quebrantar seu espirito, para existir, nada mais que em Jesus, que nos ama.

Assim, filho meu, poderão aproximar-se desta escola de ensinamento: o ventre da Santa Mãe, onde todo coração é modelado e formado à Vontade e Decisão do Pai. Só assim seremos gratos ao Pai. Entrego-lhes minha Bênção Sacerdotal. Amém. 

 

4 de abril de 2014

Amor e dor no Puríssimo Ventre da Santa Mãe

Santa Josefina Bakhita:

Queridos irmãos e irmãs: Hoje envia-me a Santa Mãe Amorosa, para dizer-lhes, que a melhor escola e centro de aprendizagem espiritual é o Ventre Puríssimo, consagrado desde o princípio pela Divina Vontade. Neste Ventre nos formamos com dor e amor, para renascer para a nova vida em Cristo.

Irmãos: O processo é doloroso e difícil. Eu também passei por ele, porque é nossa imperfeição que o Senhor, neste Puríssimo Ventre, destrói. Só assim se alcançará a santidade, pelo caminho da dor e do amor. Porque Maria é o caminho, exemplo, imagem viva da dor e do amor. Acolham o Puríssimo Ventre e peçam, desejem ser modelador por Ele. Amém. Contem com minha oração intercessora.

Comentário de Manuel de Jesus:

Cada alma deve ser moldada à imagem de Deus. Pois, desde o pecado dos nossos primeiros pais, a nossa vida e nossos desejos desviaram-se do Céu. É por isso que o Senhor nos pede santidade, luta e renúncia. O que tudo implica uma dor. Ou seja: crucificar-me a mim mesmo para ressuscitar em Cristo. O Pai nos pede para sermos perfeitos como Ele é perfeito. Não medíocre nem tíbios no caminho da piedade, da oração e do louvor ao Pai. Portanto, sejam perfeitos como seu Pai Celeste é perfeito (Mateus 5, 48). 

 

7 de abril de 2014

Purificação no Puríssimo Ventre da Santíssima Mãe

Nosso Senhor Jesus Cristo:

Filho Meu: Hoje te falarei da purificação no Castíssimo Ventre de Minha Mãe. Só neste Tabernáculo de Amor se compreende o grande Mistério Eucarístico. Só aqui se dá a purificação. Submerjam-se no mar de Minha Misericórdia, e assim como todo mar tem seu container terrestre, físico, isto quer dizer, amado Meu, o lugar, o espaço onde se contém. Assim o Ventre Imaculado de Minha Mãe, é esse lugar, onde se alberga a Água Misericordiosa de Meu Amor. O Coração Doloroso e Imaculado de Maria, é a Fonte maior desse mar. Não se dão conta, meus amores, que aqui está o Sangue que derramei?

O Sangue de Minha Amada Mãe é Meu Sangue. Sua Carne Imaculada é minha Carne. E quando Me tomam na Sagrada Comunhão, comem Minha Carne e Meu Sangue. Carne de Minha Amada Mãe e Sangue de Minha Amada Mãe.

Meu pequeno! Purifica-te neste Manancial de Graça; nesta fonte misericordiosa. Não vês, que este Sangue é Meu Sangue? Que esta Água que os lava é Minha Água? Por que tanta dureza de coração, povo Meu? Rebanho Meu? [Não endureçais vosso coração como em Meriba, como no dia de Massa no deserto. Salmo 95,8]. Não veem que Minha Mãe é o Vaso Precioso da Graça? Que esta Graça é Meu Precioso Sangue e Água?

Filhinho! Neste ventre, aniquila-te. Só assim encontrarás Minha Paz. Paz duradoura, e é de coração. Depois de sua purificação, estarão dispostos para servir, amar e orar. De que te serve, filho, se cumpres por mera obrigação e não por amor? Ou vês Minhas graças como um compromisso, que obrigatoriamente tens que adquirir?

Meu amado povo. Amor é o que quero. Amor à Minha Mãe. Amor a Minha Palavra. Amor à Minha Igreja (o que não ama a Igreja não ama a Cristo) e aos Meus ministros. Amor entre vocês. Neste Mar Insondável de Amor, o Imaculado Ventre de Minha Mãe, encontrarão amor; serão purificados; serão lavados (Muitos serão limpos, embranquecidos e purgados. E os ímpios vão piorar. E nenhum dos ímpios entenderá. Mas entenderão os entendidos.) (Daniel 12,10)

Filhos! Em Minha Igreja, na única Igreja (está no Ventre Materno de Minha Amada Mãe), é aqui, em Minha Igreja, onde Minha amada Mãe os gesta, os prepara e ensina, para que vivam seu Céu. Que é o amor e a Presença Trinitária. Amado broto de Meu Coração. Sê, meu pequeno, útil e dócil, e deixa-Me conduzir a barquinha de tua alma, e (que) se compenetre e nade mar a dentro, deste formoso mar de Misericórdia e Amor, o Ventre Imaculado de Minha Amada Mãe. Amém.

 

 

14 de abril de 2014

A Encarnação do Filho de Deus em Meu Santíssimo Ventre

A Santa Mãe:

Querido filho! Eu sou vossa Mãe. Mãe do Coração Doloroso e Imaculado da Encarnação do Filho de DEUS. Filho! Eu sou a Luz. A Luz da Encarnação do Filho de DEUS. Eu sou a plataforma dos pés do Pai. Eu sou o Trono da Divina Sabedoria. Eu sou o núcleo do Santíssimo Mistério da Encarnação.

Amado filho: Eu disse sim, no momento solene da Anunciação. Eu digo Sim, porque sou só uma criatura indigna do Amor do Pai. Indigna quanto a carne. Mas digna quanto ao espirito. Pois fui livrada, por sua Misericórdia e Amor, do pecado original. E, é mais, de toda mancha original e perversidade do demônio, que já conhecia minha missão. Porque ele já tinha temor de minha existência. Porque sou Eu, a que esmagou sua cabeça. (Gen, 3,15)

Amado filho. Por isso, no grande momento da Anunciação, chegou à Plenitude, a Realização, a Criação Plena de minha vida. Por que Plena? Porque fui criada para trazer-lhes o Salvador, o Amor.

Filhinhos: Neste momento solene disse Sim. O universo sofreu um colapso; os astros obscureceram; a loucura do mundo nesse momento parou; o inferno tremeu, e o demônio chorou e gritou frustrado e vencido, porque chegava o momento da Libertação, da Salvação, da Redenção.

Por isso, a Luz desse momento, saiu desde Meu Santo Ventre. O Deus Supremo Me entregava seu Filho. Cada Palavra saída da boca do Pai, reuniu-se toda em Meu Ventre, para formar nele, através do Santo Espirito, o Santo dos Santos, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Meu Ventre aberto, para que entrasse o Senhor. Eu disposta, com humildade e obediência à Vontade do Pai, inclusive, ainda, o assombro de todos os Bem-aventurados, dos Anjos e Profetas. Era o Momento Preciso, a Pedra Base, a Rocha Firme da Redenção dos homens.

Pode-se dizer, filhinho Meu, que o primeiro Calvário foi Meu Santíssimo Ventre, porque nele se aniquilou o Filho do Homem, profetizado por Daniel. Porque em Meu Ventre se entregou à vontade do Pai, e aqui, em Meu Ventre, iniciou toda a história bela de Amor e Redenção das almas. Amém. 

 

3 de maio de 2014

Meus filhos, formados em Meu Santíssimo Ventre, cumprem a Divina Vontade da Santíssima Trindade

A Santa Mãe:

Filhinhos! Meus filhos cumprem com a Santíssima Vontade do Divino Querer. É por isso que o Pai se compraz neles. Olhem, filhos Meus, quando uma alma cumpre a Santíssima Vontade, enche-se de Luz; que significa a presença da Santíssima Trindade nessa alma, e a enche de Amor. Amor, porque essa é sua essência.

Só com Amor a Santíssima Trindade, se cumpre, filhos seus, o Amor a Santa Vontade. Muitos de Meus filhos pergunta: qual é a Vontade de Deus para mim? Eu lhes respondo. Minhas crianças: Amar a Deus sobre tudo e todos, e amar aos teus irmãos como a ti mesmo. Nisto radica a Base, a Rocha, o Baluarte, o Pendão da Santíssima Vontade.

A Vontade do Pai sobre seus Filhos é o Amor. Amor sacrificado; amor entregue; amor aniquilado; amor em oblação. Meus filhos, Meus verdadeiros filhos, os que realmente nascem do Santíssimo Ventre, são aqueles que, sem entender, se submergem em sua Misericórdia. Eu, vossa Santa Mamãe, Minhas crianças, não compreendi bem o Anúncio do Anjo (Lucas 1, 26-38). Mas me aniquilei na Santíssima Trindade, eu seu Divino Querer. E isso foi meu alimento e sustento: cumprir a Divina Vontade do Pai no Fiat. Assim que, minhas crianças, verdadeiramente Meus, dizem o Fiat à Vontade do Pai. Não importa o que isto implique: renúncias, sofrimento, dor.

A Vontade da Santíssima Trindade está viva e presente na Sagrada Escritura, na Santa Doutrina e no ensinamento dos Apóstolos da Igreja de Meu Filho, de minha grei (rebanho). Eu, Mãe da Divina Vontade, os ensinarei a cumprir com amor, negação, oração. Peço-lhes minhas crianças, que cresçais em amor e obediência à Santíssima Vontade da Santíssima Trindade. Cresçam submergidos em Meu Amor. Amém. 

 

14 de maio de 2014

A criatura que se deixa formar em Meu Ventre Puríssimo, ama e cumpre a Santíssima Vontade, manifestada nas Sagradas Escrituras e no Ensinamento Apostólico.

A Santa Mãe:

Queridos Filhos: Eu, sua Mãe, inculco em seus seres, amor à obediência da Divina Vontade. É assim, filhos Meus, que cada alma vai se transformando em uma essência pura e cristalina. Pois cumpre e ama, o que cumpre a Santíssima Vontade da Santíssima Trindade.

A Vontade do Eterno Pai, para todos seus filhos é que sejam fiéis. Fiéis no amor. Felizes na comunidade, e vida em paz em suas consciências. Paz em suas ações. Paz para com os irmãos. A paz, filhos Meus, deve reinar em cada coração e na consciência. Assim, Meus filhos terão paz. Mas se cumprem com a Santíssima Vontade. A Santíssima Vontade do Pai está manifestada nas Sagradas Escrituras. Os profetas alçaram sua voz no deserto. E, Eu, hoje, alço Minha voz em cada filho Meu. Voltem pequenos, à prática dos Santos Mandamentos; à prática da Santa doutrina; ao amor. Amor que deve uni-los, para seguir juntos e alcançar misericórdia para o mundo.

A alma de cada filho Meu, se submerge em Meu Ventre, quando se aniquila na boa prática da Santíssima Vontade: as Bem-aventuranças; o Mandamento Maior: amor a Deus e ao próximo. Assim a alma vai se limpando e sanando. Conforme vá crescendo e aprofundando na experiência do amor de Deus, manifestado em Meu Filho Jesus, Meu Ventre os chama a todos a uma profunda oração, sincera conversão, e chama as almas para cumprir a Santíssima Vontade, manifestada nas Sagradas Escritura e no ensinamento apostólico. 

 

21 de maio de 2014

A alma submerge-se em Meu Santo Ventre, de uma maneira especial quando ora.

A Santa Mãe:

Filho Meu: Quando uma alma ora, adere-se tão profundamente em Deus, que sua oração se converte em um feixe luminoso que abarca o universo. Assim a alma ora universalmente. Assim a alma ingressa no Coração do Pai. Porque, quando ora, ama e abraça toda a Criação, com sua oração. Depende, de cada alma orante a salvação de seus semelhantes. A oração, além de uma relação íntima com o Pai, é uma oração que deve cooperar com a redenção de cada alma. Quando um filho Meu ingressa em Meu Ventre Santo e Puríssimo, ora, ora, ora incessantemente e tudo oferece na oração, seja suplicante, louvor ou contemplativa. A oração, Meu muito amado, deve transformar-te de tal maneira, que não seja tu quem viva, senão Cristo em ti. (Gálatas 2,20)

Assim, Cristo, o Rei e Senhor do universo, Esposo da Igreja, Cordeiro degolado e sentado no Trono (Apocalipse 5,1-14), viverá em ti; dirigir-se-á ao Pai em ti; compadecer-se-á pelo mundo em ti. E assim serás instrumento de paz e amor, que transforme de tal maneira teu ser carnal, na vida interior, vida de comunhão entre a alma e seu Criador, que terá o objetivo, nada mais de louvar, bendizer e servir ao seu Senhor.

Filhos Meus! Se obedecerem, quantas mercês obterão do Céu. Mas suas maldades, acarretarão muitas penas para o mundo, para Meus justos eleitos. Orem. Orem e cresçam no amor a Deus e aos irmãos. Quem os ama e mais que seu Deus e Eu, sua amada Mãe? Ninguém minhas crianças. Amém. 

 

22 de maio de 2014

Os verdadeiros filhos que nascem no Espírito de Meu Santo Ventre não negociam a verdade

A Santa Mãe:

Queridos filhos: tenho-vos guiado, pouco a pouco, na minha Pequena Escola. Escola do Amor; Escola Eucarística; Escola de Oração; Escola de Contemplação; Escola da Ação e da Entrega.

Pouco a pouco vou formando-os para uma nova vida. Vida em Cristo (Romanos 6, 3-11). Vida escondida em Cristo. Pois morreram. E sua vida está escondida com Cristo em Deus (Colossenses 3, 3), onde o eu, meu ego, o meu orgulho e autossuficiência morreram para dar vida ao Fiat. Fiat da Entrega; Fiat da Verdade; Fiat Mihi Secumdun Verbum Tuum, faça-se em mim segundo vossa Palavra.

É Verdade! A Palavra do Meu Filho é Verdade. A quem irão buscar, se só Jesus tem Palavras da Vida Eterna? (João 6, 60-69). Mudem suas vidas e não negociem a Verdade.

O que é isto, meu menino? Que é negociar a Verdade? Filho: só há uma Verdade: é Cristo e a Sua Palavra. Assim que, filhos, não troquem a Verdade pela mentira.

Nestes tempos, minhas crianças, troca-se a Verdade. Como a liberdade é trocada pela libertinagem; o amor pela luxúria; a bondade pela rejeição do outro que nada tem, que não vale nada perante o mundo. Mas que, perante Mim, sua Mãe, vale o Santíssimo Sangue de Cristo.

Filhos: trocam a graça da Verdade, pela mentira do pecado, transgredindo as Leis Divinas, os 10 Mandamentos. Todos querem viver a sua verdade. Tudo, para muitas pobres almas, é relativo. Se se apercebessem da Verdade que o meu Filho lhes traz, se salvariam muitíssimas almas que têm sede da Verdade.

Quem é a Verdade? Volto a repetir: Cristo Jesus. E sua Verdade é o seu Ensinamento. Isto é o amor a Deus e ao próximo; obediência e humildade. E, por consequência, sou a Mãe da Verdade Encarnada: a Verdade Eucarística.

Guiem-se com meus Chamados. Verdade, caridade, simplicidade e transparência, são qualidades que lhes darei em meu Santo Ventre, se se deixarem moldar por Mim. Só a Verdade. Vivam a Verdade.

Não troquem a Verdade pela mentira; a graça pelo pecado e o céu pelo inferno. Ama-os, sua Mãe, a Mãe de Jesus, o Mestre da Verdade. Amem. 

 

23 de maio de 2014

Como cada filho Meu, nascido de Minhas Puríssimas Entranhas, luta por viver na santidade em cada momento presente de sua vida

A Santa Madre:

Filho Meu! Deus criou o homem e a mulher, para que fossem santos e irreprocháveis aos Seus Olhos. (Efésios 1,3-14) Todos vocês, Meus filhos, têm uma vocação em comum: a santidade no amor, no perdão. Santidade é sua vida; sua vida verdadeira em Deus. Eu quero que todos Meus filhos sejam santos. E como não vou Me preocupar com meus filhos? Jesus os entregou aos Meus cuidados maternos desde a Cruz, desde o Calvário (João 19,27). Ali, Meu Puríssimo Ventre abriu-se para todas as almas, assim como também, abriu-se o Puríssimo Coração de Meu Filho: Sangue e Água brotaram para o mundo.

Filhos! A santidade não é uma prenda que se encontra em qualquer lugar. É uma graça que o Pai concede as almas em sua Infinita Misericórdia. Santo, por isso, filhos Meus, não é o que não peca. Mas o que reconhece humildemente suas misérias, e, Mas entrega, e acolhe em sua alma, o Perdão e a Misericórdia de Meu Pai. Santo é o que abre suas feridas para que Meu Filho as sane. Santo, filhos Meus, é o que fecha seu coração para o mundo e só o abre para o Céu.

A abertura de uma alma é necessária, Meus pequenos. A alma deve estar consciente de suas misérias e da necessidade do amor que Meu Pai lhes oferece. Amor que não só sana, senão que perdoa, salva e redime.

A santidade não se consegue com seus esforços. Mas com a Graça que provém do Pai, que os ama sem medida. A santidade é uma luta árdua. Mas feliz. A alma que empreende esse caminhar de rosas com espinhos, que os haverá de purificar na dor; de rosas que os guiarão para o caminho, para a Graça maior do Pai, quer dizer, ao Meu Filho Jesus.

Assim, a alma, vencendo sua vontade, para aceitar a Divina Vontade do Pai; renunciando ao seu ego; lutando por amor a Deus e aos seus irmãos, irá conseguindo e trabalhando em sua santificação, e lutará e se esforçará para alcança-la no Santo Temor a Deus e com Minha Divina Proteção.

Submerjam-se na santidade, que não é nada mais que abrir o coração para Cristo; reconhece-lo e servi-lo na verdade e honestidade, que darei para cada filho Meu, para cada alma. Amo-os, Meus pequenos. Maria: Mãe e Mestra de Santidade. Amém.

 

25 de maio de 2014

Meus filhos anunciam o Glorioso Retorno de Nosso Senhor Jesus Cristo, Nosso Senhor e Amor

A Santa Mãe:

Filhos muito amados do Meu Coração Doloroso e Imaculado: Hoje venho novamente para ensinar-lhes, com estes Chamados que brotam do Meu Doloroso e Imaculado Coração. Filhos: Os que nascem do Meu Ventre, são como Eu, sua Mãe. Eu os ensino e instruo neste caminhar, com estes chamamentos, ao Amor. Por isso, hoje venho, como a Mãe do Segundo Retorno de Meu Filho, com Poder e Glória (Marcos 13,26).

Filhos Meus: Devem saber e compreender, que meus verdadeiros filhos clamam continuamente: “Vinde Senhor Jesus!”  Este é seu grito de luta. Grito de júbilo. Grito vitorioso. Por isso peço-lhes que anseiem a Vinda do Senhor. Fomos criados para amá-Lo, servi-Lo, e adorar somente a Ele. E quanto desejo que chegue o momento, em que nos reuniremos todos juntos a Ele. Meu Coração anseia esse momento. Por isso, vão, meus pequenos, e anunciem que Meu Filho vem; que Meu Filho está em vocês; em seus lares; em suas vidas.

Clamem ao Pai:

“VINDE, PAI, E ENVIAI-NOS VOSSO FILHO!”

Cristo, filhos Meus, trará a Luz, o Amor, a Misericórdia e o Perdão, a verdadeira Paz e uma sem cera Unidade. Por isso, clamem, Meus pequenos. Clamem. É necessário que Meu Filho venha, porque Ele é o Rei. E como Ele é Rei, então, reinará verdadeiramente. Quando vocês, pequenos, clamam “VINDE SENHOR JESUS!”, não só clamam sua vinda, mas também Seu Reino, Sua Misericórdia, Sua Paz, Sua Presença em cada alma. Clamem, porque este clamor simboliza sua chegada antecipada, e a libertação antecipada do mal sobre a terra. Clamem, Meu filho:” VINDE, SENHOR JESUS!”, e Ele trará Seu Triunfo, o Reino de Amor e da Paz, a Unidade, o verdadeiro Perdão em cada filho do Meu Imaculado e Doloroso Coração. Como se estremece o Coração de Meu Filho, quando clamam: “VINDE SENHOR JESUS!”

Filhos: Cristo é Rei. E ele, reina na vida de cada filho Meu, nascido de Meu Puríssimo Ventre. “VINDE SENHOR JESUS, PARA FORMAR-ME NO VENTRE DA SANTÍSSIMA MÃE!”

Esta jaculatória a dou, meus filhos, desde o mais profundo de Meu Coração Doloroso e Imaculado, que os ama infinitamente. Amém. 

 

26 de maio de 2014

Como Meus filhos agem e oram para que as intenções do Meu Doloroso e Imaculado Coração e as do Sagrado Coração de Meu Filho sejam realizadas e cumpridas

A Santa Mãe:

A Santa Mãe:

Queridos filhos Meus!

Eu, sua Mãe de Amor Infinito e Mestra da indiscutível Verdade, que é Meu Filho, quero ensinar-lhes que Meus apóstolos, que Meus filhos, são lutadores de Minhas Causas; lutadores de Meu Amor; arautos de Meus Chamados; custódios de Minhas Intenções. Orem, filhos Meus! As intenções desta Celestial Mamãe, devem ser realizadas. Quanto lhes passaria no coração, seria uma festa sem final, uma Felicidade Celestial, que vocês, Meus filhos, sejam os primeiros em orar, dizendo ao Pai, que as intenções de vossa Santa Mãe, sejam levadas a cabo.

Quanto tenho lhes pedido pela consagração da Rússia, e quantos rezaram por isto? Orem. Orem, para que Meus pedidos se realizem no mundo. E o mais importante, filhos Meus, sejam cumpridos em vosso coração. Ali, filhos Meus, serão obedientes aos Meus Chamados, e encontrarão em Meu Filho a Luz e o Amor, que só De e provém, para realizar em cada alma a Santidade, a Perfeição e o Amor.

Por isso, filhos Meus, sejam os apóstolos de M Doloroso e Imaculado Coração. Cada filho Meu, compartilha comigo as intenções de sua Boa Mãe, que os ama. Orem e ajam por amor ao Meu Filho e amor a Mim. Eu os conduzo ao Meu Filho. Ele é o Centro e a Existência, Alfa e Ômega e Rocha sólida da Santa Igreja. Amém.

Comentário de Manuel de Jesus:

Oremos para que as intenções que a Mãe faz ao Pai e faz para todos nós sejam todas realizadas. 

 

27 de maio de 2014

Como Meus filhos vivem cada uma de Minhas Virtudes

A Santa Mãe:

Queridos filhos: Tenho lhes ensinado, quanto Amor lhes tenho manifestado. Querido filho: Sê tu Meu guardião desta fiel Palavra; fiel ao plano de Amor e de salvação, para com Deus e com Meus filhos. Filhos Meus: Vivam Minhas virtudes, sustentando-se com a oração constante; a virtude da Oração Permanente significa estar consciente da presença de Deus em suas vidas e meditas sempre Sua Palavra.

Filhos Meus: Uma virtude tão amada por Mim é a Humildade. A Humildade faz-lhes reconhecer sua pequenez e assim obedecerão. Serão Meus filhos obedientes queridos. Procurem a Pureza. Pureza não só de corpo, senão de alma, de espirito. Quero Pureza interior, para que assim, não se convertam em sepulcros caiados. (Mateus 23,27) Minhas crianças: Sejam Puros. Ser Puro, consiste em ver em tudo, a Deus, e fazer tudo com amor a Deus. Pois o amor a Deus não vai engana-los. Senão, que Meu Pai lhes dará o Santo Dom do Temor a Deus.

Filhos: Outra grande virtude é o Amor. Amor é entregar-se sem reserva alguma; sem egoísmo aparente; sem condição soberba e hipócrita. Meu filho: Viver estes Chamados sem Amor, os torna uns sepulcros caiados.

Filhinhos Meus: Ânimo. Minhas virtudes não são Minhas. Tenho-as, porque Deus, em Sua Misericórdia, mas confiou. Através de ti, chamo aos Meus filhos para a Modéstia e à Temperança; à Pureza, que agrada a Deus; ao Amor, que os levará para uma vida de penitência e sóbria, de Oração e sacrifício, de Humildade e obediência. Meus filhos, sigam-Me. Imitem-Me e guardem, no mais profundo de seu coração, Meus ensinamentos. Eu sou vossa Mãe Maria, Mestra das Virtudes. Amém. 

 

28 de maio de 2014

Os filhos prediletos de Meu Ventre Imaculado, são Meus Sacerdotes, ministros de Meu Filho

A Santa Mãe:

Querido filho: Hoje te digo, que cada filho Meu, nascido de Meu Puríssimo Ventre, ama e venera os Sacerdotes. Sacerdotes cujas mãos estão consagradas para dar o Culto Divino; Culto Santo; Culto Sagrado; Culto Inviolável. Meus filhos entregando-se ao Pai, a favor do mundo. Por isso, cada filho Meu ama e venera os Sacerdotes. Cada Sacerdote, Meu místico, É OUTRO CRISTO. Por que outro Cristo? Porque cada Sacerdote recebeu o Dom de Deus em suas vidas. Meu Filho vive neles. Neles está o ministério de Cristo. Neles está a presença de Deus. Neles está a presença de Meu Filho Jesus em plenitude, no amor incondicional.

Ó, Meu menino: Quanto amo os Sacerdotes, e quanto sofro por eles! Filhinho, ora por eles; pelos Sacerdotes, Meus escolhidos. Salva muitas almas Sacerdotais, com tuas orações e sacrifícios. Cada filho Meu Sacerdote; cada uma de suas almas são preciosas ao Pai. Cada Sacerdote é sinal verídico de que Meu Filho Vive.

Filho Meu, místico de Meu Coração: Sabes que Eu não posso fazer o que eles fazem. Eu andei com Meu Filho nove meses em meu regaço. Dei-Lhe à Luz, para o mundo, em Belém, e o entreguei na Cruz.

Filho, agora (hoje), cada Sacerdote o traz diariamente ao mundo, aos seus corações. Se soubessem que Meu Coração não só é Imaculado, senão também Sacerdotal. Eu sou Maria, Mãe Sacerdotal, que hoje te chama, para que oremos pelos Sacerdotes. Sacrifiquem-se por eles, e alegrem-se com eles. Sofram com eles. Lutem por eles. Cada Sacerdote deve abrir-se para Minhas Graças. Graças que brotam de Meu Coração Doloroso e Imaculado e Sacerdotal, especialmente para isto.

Quanto desejo Sacerdotes Santos, cheios de piedade, fé e devoção; carregando diariamente a Cruz. As mãos de um Sacerdotes, querido filho, brilham no céu. São as estrelas do firmamento Eterno. São as Rosas de Meu Imaculado e Doloroso Coração. São Minhas Pérolas. As Pérolas de Minha Coroa. E são Minhas lágrimas Preciosas, por cada Sacerdote que é infiel ao Meu Filho.

Filhinho Meu muito amado: O mundo ainda se sustenta, não só por Minha oração, senão por cada Santa Missa, celebrada diariamente por cada Sacerdotes. O mundo hoje vive com a luz do sol e o resplendor da lua, para cada oração Sacerdotal. Orem. Amem e procurem aos Meus Sacerdotes Prediletos, que são Meus mais amados, minhas crianças mais perseguidas. Ó Sacerdotes de Meu Coração, regressem para vossa Mãe que lhes chama! Amém. 

 

29 de maio de 2014

Como devem ser os Sacerdotes nascidos do Ventre Puríssimo e Imaculado de Minha Santa Filha

Deus Pai:

Meu menino! Fala-te teu Deus, Yhavé, teu Pai, o que te ama. Desde o princípio te amei. Filho: Em Meu Coração Eterno, Eu já havia pensado na criação de um Precioso Tabernáculo, não só matéria. Mas carne. Carne para santificar toda carne. Filhinho: Esse Tabernáculo é o Ventre de Minha Santa e Preciosa Filha; de tua Santa Mãe, a que tanto amas, e tantos desejos tens de amar. Hoje, Meu precioso filho, quero te falar sobre Meus destinatários, arautos do Rei, e missionários do Meu Amor; administradores de Meus Dons e Misericórdia.

Filho: Eles são os sacerdotes! Cada sacerdote foi eleito desde o princípio por Mim. Pois o amei antes que seus pais; que seus filhos espirituais o conhecessem. Como desejo acender neles o fogo do Amor Divino! Fogo que os fará piedosos, santos e puros; fogo que os consagrará, purificará e libertará. Cada ministro do Meu Altar, deve ser em tudo Santo, Santo, Santo. Porque nele vejo ao Meu Filho. Nele vejo ao Meu Servo, o Grande Servo de Yhavé, revelado por Mim no Livro do Santo Profeta Isaías.

Leiam, Meus queridos sacerdotes, os Cantos do Servo de Yhavé, no Livro de Isaías. Como dói Meu enamorado Coração, ver sacerdotes tão tíbios, sem tomar consciência de que sua missão não é explicar o mundo: É salvar almas. E quantas almas estão se condenando, com suas vidas e ensinamentos! Sacerdotes! Voltem para Mim, que Eu os amo, e perdoarei todos seus pecados e fracassos.

Meu inimigo goza nos sacerdotes frios, sérios em seu dever, não de salvar almas, senão em falar da ciência mundana e pagã, onde não acharão Minha Verdade. Por isso, filhos Meus, muitos se frustram e se arrependem do caminho que tomaram. Meu sacerdócio não é para saber muito. Mas para amar muito. Para entregar-se aos Meus pobres filhos pecadores. Hoje chamo os ministros do Meu Filho, sacerdotes do Meu Coração, que se formem por Mim, no Ventre Puríssimo de Minha Santa Filha.

Os sacerdotes nascidos do Ventre Puríssimo de Minha Filha, são Sacerdotes conscientes de sua Missão de reconciliar o mundo e as almas comigo, seu Deus. Eles são piedosos, puros e pulcros. Pois, amam tanto os seus ministérios e Me reconhecem realmente na Sagrada Eucaristia.

Devo recordar, filho, que onde está Meu Filho Jesus Cristo, ali estou Eu. Do Ventre Puríssimo de Minha Filha, estão formados sacerdotes santos; espirituais, mas não carnais; inocentes, mas não sábios nas coisas do mundo, senão em Minha Ciência Divina. Seu único ensinamento é fazer conhecer às almas, que Eu as amo. Necessito sacerdotes Piedosos, Marianos e Eucarísticos. Salvai com vossas orações as almas sacerdotais. Ave Maria Puríssima, sem Pecado Original Concebida.

Hoje te falou o Pai Sacerdotal. O que goza nos sacerdotes como Melquisedeq, sacerdote de Meu Coração, que honra e glória aos sacerdotes fiéis aos Meus verdadeiros ensinamentos; que cada necessidade Minha está em seus corações sacerdotais. Amo-os, sacerdotes, e a ti, Meu instrumento, também. Amém. Ave Maria Puríssima, sem Pecado Original Concebida. 

 

31 de maio de 2014

Como Meus filhos permitem que Meu Imaculado e Doloroso Coração Triunfe neles

A Santa Mãe:

Querido filho: Hoje venho dizer-te, que aqueles que Eu Mesma formei, no Meu Santíssimo Ventre, são aqueles filhos Meus, que com amor se abrem às Minhas Graças. São aqueles que com constância, lutam para fazer-Me triunfar em suas vidas. Vidas que eram mortas pelo pecado. Almas que eram disformes por seus defeitos.

Filho Meu: Deves aprender que o pior defeito é o egoísmo, que não permite amar. Este egoísmo deve ser quebrantado com a entrega do amor próprio. Amor que há de ser cultivado em Deus, que será produtivo e frutífero na sua Misericórdia.

Filhos Meus: Se oram, Meu Coração Triunfa. Triunfa na oração.

Meus filhos! Eu desejo Triunfar em suas vidas. E como fazem isto? Como cooperam com Meu Triunfo? Sendo obedientes ao Amor que lhes dou em cada Mensagem. Quero soldados do Meu Reino, que preguem o Senhorio e Reinado de Jesus Cristo; soldados de Meu Santo Rosário.

Filhos: Eu Triunfo em ti, quando renuncias a ti, por outros, por Deus. Eu Triunfo em ti, quando vives na pureza; cresces na virtude.

Filho: Sê tu, Meu grande apóstolo. Cada filho Meu, nascido de Meu Ventre, dado à Luz em Jesus, é Meu filho. Pois eu o formei e eduquei. Não creiam que Minha Missão de Mãe de todos os homens acabou. Por isso lhes chamo. Quero que triunfem no Doloroso e Imaculado Coração de Maria. Só vivendo Meus Chamados e praticando-os; obedecendo-os e vivendo em comunhão com Minha santa Igreja, que, sem dúvida alguma, comigo sua Mãe que os ama, triunfará. Amém. 

 

1 de junho de 2014

Quero ensiná-los a obedecer ao que Jesus disse

Eu, a Santa Mãe de vocês, os chamo à Conversão e à Paz. Paz que irradiará em seus corações, e brilhará para o mundo.

Hoje Eu desejo forma-los, educa-los, como Mãe que sou. E por isso, depois de todos Meus ensinamentos, Meu único fim é ensiná-los a fazer o que Jesus disse (João 2,5) e ser obedientes e dóceis à sua Palavra. Amém.

Ave Maria Puríssima, sem pecado original Concebida.

Ave Maria Puríssima, sem pecado original Concebida.

Ave Maria Puríssima, sem pecado original Concebida. 

 

ABAIXO, CONSAGRAÇÃO

AO VENTRE IMACULADO E MATERNO DE MARIA

NO DIA 12 DE DEZEMBRO

FESTA DE NOSSA SENHORA DE GUADALUPE, PADROEIRA DA AMÉRICA LATINA

ORAÇÃO DA CONSAGRAÇÃO

Maria, como um embrião que vai se gestando no ventre de sua Mãe, venho colocar-me em vosso Ventre Bendito, em um ato de amor e de obediência, à vontade do Pai, Meu Senhor Jesus, que me diz: “Filho aí tendes tua Mãe!”

Com este fim, vos consagro cada um de meus órgãos, membros, sentidos e potências; o entendimento, a memória e a vontade, o inconsciente e subconsciente.

Consagro-vos cada um dos dons, virtudes e carismas, com que o Pai Criador adornou meu ser:  minha liberdade, minha imaginação, meus instintos, minha capacidade para amar e para escolher, minha capacidade de movimento, os tempos e espaços em que transcorrerá minha existência. Consagro-vos tudo o que há de ser minha infância, minha adolescência, minha juventude e minha maturidade.

Aprenda a caminhar de vossa mão para Deus. Aprenda a rir, a encontrar o conhecimento e o sentido de uma lágrima. Aprenda em Vós, a triunfar e fracassar, a esperar, a escutar e respirar, a olhar e gostar e assim, não cair na desordem dos sentidos.

Cresça. Cresça. Mas não eu sem o vosso Filho Bendito em mim, para que todo meu ser vá crescendo igualmente na fé, na esperança e na caridade; no amor para o meu Pai Celestial, para meus pais na terra, compreendendo-os, respeitando-os, desde sua própria história. Cresça no amor, para todos meus irmãos no mundo, em especial, para os mais pobres e desamparados. Cresça em mim vossa Pureza, vossa Castidade e vossa Virgindade.

Fazei-me crescer na justiça, na sabedoria e na prudência, para ser um jovem (dizer seu próprio estado) e mais tarde um homem (dizer seu futuro estado) verdadeiramente livre, verdadeiramente feliz, não uma vitima dos vícios, idolatrias e escravidões da morte, em vida.

Minha condição futura: solteiro(a), casado(a), viúvo(a) ou vida consagrada; de estudante, trabalhador, profissional ou dona de casa, seja vivida em perfeita harmonia com meu Pai do Céu, não fazendo idolatrias de nenhum destes estados de vida, como tampouco dos dons, graças e carismas que Deus, através de Vós, vá desenvolvendo em mim.

Fazei crescer também em mim, o amor e o desejo que tivestes em fazer sempre a Vontade do Pai. Igual que na fortaleza para aceitar de Deus, não só os bens, sem ou também os “males” (cf. Jó 1,21;2,10), e a sabedoria para entender que não são males, porque um Pai não quer o mal para seus filhos.

E por último, Mãe, coloco em vosso Coração Imaculado, minha velhice. Ensinai-me a envelhecer, a viver com ânimo seguro e confiado, este belo momento da vida, como Vós o vivestes, confiando no Pai, não nos homens ou nas dificuldades da velhice. E se alguma vicissitude surgir nela, pode-la enfrenta-la com inteireza de ânimo, como um digno filho de Deus; como um verdadeiro filho vosso; com espirito de oblação e sacrifício, de Eucaristia, como Vosso amado Filho, meu Jesus, e não seja eu, sem Ele em mim.

E junto a velhice, vos consagro também minha irmã morte corporal. Seja ela, uma contínua experiência de vida em Cristo, um morrer para viver. E, no último suspiro, seja vosso Filho Jesus, seu Corpo Místico expirando em mim, morrendo em mim para tudo o que NÃO SEJA DEUS. E nesse belo momento, sejais Vós, dando-me à luz para a vida eterna, para a Nova Jerusalém, para o abraço final do Pai.

Enfim, Mãe, que minha experiência de vida cristã, seja um fundir minhas raízes em Vós; respirar em Vós, Terra Nova, para que, entrelaçadas minhas raízes às vossas raízes, vossas próprias virtudes, possa obter de Vós, o fruto bendito de vosso Ventre, Jesus.

Sagrado Coração de Jesus, venha a nós vosso Reino Eucarístico, através do Triunfo do Doloroso e Imaculado Coração de Maria, Nossa Mãe, na Divina Vontade, e o Triunfo da Cruz, no Espirito Santo, estendendo a Chama de Amor Santo e Divino em todos os corações. Amém. Amém. Amém. 

Em verdade, não ama o Sagrado Coração Eucarístico de Jesus quem não ama ao Doloroso e Imaculado Coração de Maria.

O Apostolado dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e Maria é um Apostolado anunciado há muito tempo atrás. É o sinal de que ser apóstolo de Jesus é ser filho de Maria. Também São Luís de Monfort havia anunciado um exército de almas consagradas a Jesus por meio da Mãe Maria, para ser apóstolo completo.

A Mãe, ao revelar este Apostolado, não revela um novo carisma, senão que é um chamado a comprometermo-nos com nossa fé; viver nossa fé desde o batismo; cumprir com nosso compromisso adquirido no Sacramento da Confirmação. É fazer vida nossa fé Católica, Apostólica e Mariana. É lutar sob uma mesma bandeira para que o triunfo do Coração Doloroso e Imaculado de Maria traga sobre toda a humanidade o Reinado Eucarístico do Sagrado Coração de Jesus.

O Senhor ainda hoje, fala para nosso tempo, chamando-nos à conversão, e à um verdadeiro compromisso com seu Filho Jesus Cristo.

Toda manifestação de Jesus e Maria é uma bênção de Deus para a humanidade. É parte da Comunhão da Igreja. É dizer, a Comunhão de nós, a Igreja peregrina, com a Igreja Triunfante. Por isso, Jesus e Maria seguem manifestando-se, porque nos amam. E é seu Amor o que Os move para aproximar-se de nós. O testemunho de Manoel de Jesus, é uma graça de Misericórdia de Jesus, para sua alma.

O Senhor manifestou Sua misericórdia em minha vida. Este pequeno caminho espiritual divide-se em três etapas, com muita profundidade espiritual.

A primeira etapa

Inicia desde muito pequeno. O Senhor encheu meu espírito com graças muito especiais, místicas, profundas, que as vezes são uma cruz para mim, porque não compreendo algumas vezes tantas graças e o próprio Senhor se encarrega de educar-me e guiar-me com a Santa Presença Materna de Maria.

Desde muito criança tive uma grande devoção a Maria, e foi com Ela que aprendi a amar mais a Jesus. Ainda pequeno tinha visões de Maria sob a advocação de Maria Rosa Mística, Nossa Senhora de Lourdes ou como Nossa Senhora de Fátima.

Sempre em minhas orações em meu quarto. Quando rezava o Santo Rosário, a Mãe se apresentava e ficava comigo todo o tempo que durasse a recitação do Santo Rosário.

A Mãe me instruía sempre desde o segredo. Nossa Mãe sempre nos faz viver o Evangelho. É o primeiro passo em nosso caminhar. Por isso a Mãe Bendita cumpria em mim aquela citação das Sagradas Escrituras do Evangelho de São Mateus (Cap. 6, 6):

“Mas tu, quando rezardes, entra em teu quarto, e quando tenhas fechado a porta, ora a teu Pai que está em segredo, e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará.”

E pouco a pouco fui crescendo espiritualmente e em idade. A Santíssima Mãe ia me formando de coração a coração; instruía-me internamente, como diz o Salmo 94, versículo 12: “Bem-aventurado o homem a quem corriges, Senhor e o instrui em Tua Lei.”

E assim a Santíssima Mãe, como Boa Mãe, foi educando-me, ensinando-me, guiando-me, e cada vez mais, crescia mais meu amor por seu Filho Jesus

Sempre pecador; sempre imperfeito; sempre humano, o Senhor ia edificando-me, destruindo-me para construir sobre minhas ruínas Seu Santuário, Seu Templo. Este é o caminho que nos convida a seguir Jesus e Maria, com os chamados privados, com os quais instruíam-me inicialmente.

A revelação da missão

No dia 15 de Julho do ano de 2013 apresentou-se Nossa Senhora em meu quarto, novamente, e revelou nesse dia a Missão para a qual vinha me preparando; e a Mãe me disse:

“Este quarto é minha casinha. Daqui sairá minha Gloria e meu Amor. Aqui vivo contigo e meu amado Filho Jesus. Nosso amor se fará um, e Nossos Corações Unidos estarão contigo. Eu sou Maria, Mãe da Graça, Mãe do Coração Doloroso e Imaculado, a que te ama.

A segunda etapa

Depois deste dia, comecei a experimentar mais visões, mais mensagens, que o Eterno Pai Yhavé me indicou que chame: “Últimos Chamados de amor e Conversão a humanidade”, e inclusive chegou a compartilhar a agonia dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria, que sofrem misticamente hoje pelos pecados da humanidade.

Em algumas destas experiências que o Senhor compartilha com minha alma, me permite sentir sua dor, por tantas coisas que Ele mesmo vai mostrando: aborto, infidelidade, o não amor, a violência, a destruição das famílias, a desunião dos cristãos, sobretudo nossa falta de amor a Deus, o não reconhece-Lo como nosso Pai e Criador, e todas essas experiências ajudaram-me a crescer, compartilhando as dores de Jesus e Maria pela humanidade.

Os Últimos Chamados de Amor e de Conversão à Humanidade

O Senhor pediu-me para revelar os Chamados, coisa que fiz primeiramente em um pequeno Cenáculo de Oração. Seguiu-se e se segue trabalhando no silêncio e no anonimato, assim como Nossa Mãe o ia pedindo, com prudência, mas com perseverança.

Nestes Chamados, Jesus e Maria nos ajudam a caminhar este novo êxodo, para sair de nossa escravidão e caminhar para esse Reino do Fiat Supremo, onde não teremos mais divisão, e seremos um só coração, no Doloroso e Imaculado Coração de Maria; um só Cenáculo de oração, de amor, em seu Triunfo Final, e no Reino Eucarístico do Sagrado Coração de Jesus, Rei do Universo.

A Terceira Etapa

A mãe ensina a caminhar seu filho pequeno, e revela a urgência de um Apostolado, mundial, Eucarístico e Mariano. A própria Mãe, junto aos chamados que dá o Senhor Jesus, as nomeou: Apostolado dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria, o qual, em um de seus chamados:

9 de abril de 2014 – Chamado de Amor e de Conversão do Sagrado Coração Eucarístico de Jesus:

“Os raios da minha Misericórdia abraçarão o mundo inteiro, que com o amor que brota de meu Sagrado Coração, dissiparei todo o mal e as tristezas daquelas almas que aceitem minhas palavras com a santa fé.”

“Meus queridos filhos: estamos nos tempos da Misericórdia (dois anos antes do Ano Santo da Misericórdia, de 2016), onde virei reunir meu povo fiel.”

“Para aqueles que tiveram um encontro vivo comigo, serei Eu quem reunirei meu rebanho junto a Divina Pastora das almas, que os conduzirá, guiará e ensinará a Gloria do meu Reino, estendendo-se como uma Chama de Amor em todos os corações, que creiam em Mim… orem, orem, orem…”

Este Apostolado dos Sagrados Corações Unidos, é a mesma Família de Nazaré, Jesus, José e Maria, que viviam como uma pequena Igreja, governada pelo Espírito de Deus.

O Senhor deseja que retornemos todos juntos como Igreja, aos seus Corações Unidos; a depender de es; para aprender com Eles, que desde sua vida simples de Nazaré, estendiam pouco a pouco o reinado de Deus.

Este apostolado não é um novo carisma ou um novo movimento. É um chamado. É um chamado. É uma vida. E todos podem ser parte do Apostolado, estendendo desde suas vidas, de suas orações, em suas próprias famílias, o Reinado dos Sagrados Corações Unidos em todos os corações.

Pois o Reino de Deus está no coração do homem, como diz o evangelho de São Lucas 17, 21:

…nem dirão: “Olha, aqui está!” Ou: “Ali está! Porque eis aqui o Reino de Deus entre vós está.”

Em muitos dos Chamados, também se nos faz uma exortação à unidade. Unidade na diversidade, disse a Santíssima Mãe. Não importa o carisma espiritual ou o estado daqueles que desejam consagrar-se a nosso Apostolado.

O importante é estender o Reinado dos Sagrados Corações Unidos de Jesus e de Maria. Assim que lhes exorto a que os unamos todos juntos, trabalhando para que o Reinados dos Sagrados Corações Unidos e suas intenções para a humanidade e a Santa Igreja Católica, sejam realizadas.

E depende de nós e de nossa resposta desde o amor e com a oração.

Nossa Senhora também nos dá conselhos para nossa vida espiritual em nosso Apostolado. Aos irmãos que formam um apostolado, a doutrina da Santa Igreja os denomina: fiéis de vida apostólica. É dizer, sua vida é um testemunho Evangélico e apostólico. Por isso Jesus e Maria nos convidam a esse apostolado. É dizer, a uma vida de testemunho, de compromisso, de entrega.

 
15 de setembro do ano 2014 - Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado de Maria.

“Meus apóstolos levam uma vida de consagração”.

Queridos filhos: meu Coração Doloroso e Imaculado só quer que meus filhos vivam uma vida de consagração. Quero que meus filhos vivam consagrados ao Senhor, amando e servindo a seus irmãos. Meu Filho e Eu só lhes pedimos uma vida de consagração, de oração, sacrifício e penitência, e assim preparar a humanidade para o próximo retorno de meu amado Filho.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

15 de setembro de 2014 – Chamado de Amor e de Conversão do Sagrado Coração de Jesus.

“Conheçam meu Amor.”

Hoje guio meus passos a terra para inundá-la de amor. Amor que está ali esperando como fonte. Esta fonte de amor espera que as almas venham bebê-la.

No silencio do meu Sagrado Coração, afastem-se do ruído do mundo. Na solidão de minha Cruz, vivam em minha Divina Vontade, esvaziando-se do pecado; mortificando seus sentidos e rezando, salvar-se-ão muitas almas. Meu Sagrado Coração hoje desce o mais alto do Céu, para abraçar cada alma e aliviar tanta dor. Conheçam-Me, porque no Me conhecem e como não Me conhecem, não Me amam. Adentrem-se nas profundidades de Meu Amor Celestial. Nos raios de Minha misericórdia sejam abençoados.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amem.

12 de Outubro de 2014 – Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado de Maria

“Sou Vossa Mãe”

Querido filho, broto de Minhas Puríssimas Entranhas. Filho, hoje te digo Meu pequeno aluno. Desde muitos séculos atrás, o Pai quis a presença da Mãe, de Vossa Mãe, que estivesse presente em Seu Povo e como Mãe, tenho-os ido guiando, educando, formando, cumprindo missões importantes em cada etapa da vida de Minha Igreja, Minha Filha.

Filho Meu: Eu quis guiar cada alma. Sou Mãe e Sou Mestra.

Em Fátima, revelou-se o Grande Mistério de Meu Amor: Meu Coração Doloroso e Imaculado. Eu permito ensinar-lhes aos meus filhos (refere-se aos três pastorzinhos de Fátima), quis propagar Meu Amor, que é a presença de Meu Senhor em Mim, Sua Chama de Amor Ardente, a Chama, o Fogo que Meu Filho desejou que arda em Seu Povo, (“Vim a jogar um Fogo sobre a Terra e ¡quanto desejaria que já estivesse aceso!”) São Lucas 12, 49-53. A Chama que acenderá as almas de Amor por Jesus.

Filho Meu: como já te disse, quero que propagues a Devoção ao Meu Coração. Eu tenho Me mostrado para teu interior muitas vezes, e assim, Meu menino, como Me viste nesta Sagrada Imagem, reúno todos os Mistérios de Meu Coração, todas as Relíquias de Meu Amor e todas as Advocações e Mensagens que o Pai vos envia através de Mim, a Escrava do Senhor. Assim como vês, broto de minha alma, assim Eu apresento a porta de salvação ao mundo.

Assim Eu trago uma vez mais reunidas todas Minhas manifestações. Por isso te chamei Apóstolo de Meu Doloroso e Imaculado Corações, porque te confiei todos os desejos de Minha Alma; todos os Segredos de Meu Doloroso e Imaculado Coração; todas as lágrimas de Minha Dor. Agora és Apóstolo e és Meu filho, porque te dei tudo o que recebi do Pai (“Porque Eu lhes dei as palavras que me deste; e as receberam e entenderam que em verdade saí de Ti e creram que Tu me enviaste”) São João 17,8.

Ao final virá um Grande Novo Pentecostes. Será a Chama de Amor em cada alma e ao último tempo, Meu Doloroso e Imaculado Coração triunfará (Fátima 1917).

Assim serão um só povo, uma só Igreja, um só rebanho. Mas agora vos digo, lutai pela unidade e a propagação do Reino de Deus-Reino de Maria. Unidos, filhos meus, venceremos. Unido, Meu Coração em cada alma vencerá. Nesta Sagrada Imagem venho reunir todas Minhas Graças. Amém. Eu te amo e te abençoo.

Em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Esta advocação Coração Doloroso e Imaculado de Maria é o cume de todas as Advocações Mariana.

O Sagrado Coração de Jesus e o Coração Doloroso e Imaculado de Maria, são as advocações que salvarão a humanidade. Por isto não esperemos a Nosso Senhor Jesus Cristo vir como rei ou um poderoso. Nosso amado Jesus virá na Cruz, como nos redimiu; virá ensinando seu Coração rasgado, manifestando sua Misericórdia Divina e o Precioso Sangue que é nosso preço de Salvação.

Por isto devemos rezar; comprometer-nos em estender o Reinado Eucarístico dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, e cumprir suas intenções, colaborando com nossos sacrifícios e orações que é o objetivo de nosso Apostolado. Reunimo-nos como um só exército eucarístico e mariano; uma só Igreja e um só rebanho de Jesus Mestre.

Oremos sempre juntos pela Igreja, por nossos pastores, os sacerdotes, por todas as almas consagradas, e por todos nós batizados, para que respondamos ao chamado do Senhor, abrindo nosso coração com fé, com esperança e caridade, e rezando e testemunhando de que Jesus e Maria vivem, Triunfam e Reinam em nossos corações.

Que os Sagrados Corações Unidos de Jesus, José e Maria triunfem e reinem em nossas vidas, em nossa Igreja, em nossa sociedade; dissipem todo mal e libertem nossas almas para serem fiéis servidores do Eterno Pai Yhavé, que nos criou por amor, em sua infinita Misericórdia. Amém.

Em Jesus e Maria, Manuel de Jesus.

FESTAS MEMORIAIS

 

2 de fevereiro

Purificação de Nossa Senhora

A Chama do Amor do Doloroso e Imaculado Coração de Maria

E a sua nomeação como Corredentora através de Simeão

 

25 de março

Anunciação

Dia da Encarnação

Dia Solene da Aliança dos Dois Corações

 

Natividade de Maria

– Data informada pela Divina Mãe: 5 de Agosto – no Chamado de Amor e Conversão de 2 agosto 2014

– Data Celebrada pela Igreja Católica: 8 de setembro

15 de agosto

Assunção de Maria 

21 de novembro

Apresentação de Maria no Templo

8 de dezembro

Imaculada Conceição

DOGMÁTICAS E TEOLÓGICAS

1 de janeiro

Santa Maria, Mãe de Deus

22 de agosto

Santa Maria, Rainha

DEVOCIONAIS

11 de fevereiro

Santa Maria no sábado, Nossa Senhora de Lourdes

Sexta-feira da Quarta Semana da Quaresma

Sexta-feira Santa

13 de maio

Nossa Senhora de Fátima

Sábado posterior ao do Coração de Jesus

Doloroso e Imaculado Coração de Maria

16 de julho

Nossa Senhora do Carmo

5 de agosto

Dedicação da Basílica Santa Maria Maior

12 de setembro

Dulcíssimo Nome de Maria

15 de setembro

Dia das Lágrimas e Dores de Maria

24 de setembro

Nossa Senhora das Mercês

7 de outubro

Nossa Senhora de Rosário

27 de novembro

Aparição da Medalha Milagrosa

12 de dezembro

Nossa Senhora de Guadalupe

PDF da Matéria – A4 

PDF da Matéria – A5 – para leitura no celular

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: